Não existe um iPhone 14 Mini, e modelo compacto vai fazer falta para algumas pessoas

Que o mini seja o próximo SE. IMO faz mais sentido.

1 curtida

Sou um contente usuário do Mini depois de rodar em diversos lugares físicos e só encontrar na TIM (e não comprar direto na Apple).

Bateria realmente pífia, embora não tenha acontecido de descarregar totalmente durante o dia (não faço uso intensivo durante o trabalho). Mesmo assim, a vantagem de uma tela pequena pra mim é maior do que os problemas.

Só queria entender pq alguém prioriza assistir filmes e séries pelo celular (uma das grandes justificativas das pessoas por escolherem modelos maiores) sendo que existe televisão (ou até um notebook) pra isso e com uma experiencia bem melhor.

Tive um 12 Mini e era perfeito o tamanho. Realmente a bateria não era o ponto forte, mas senti muito pouco pois era época do auge da pandemia e eu saia pouco de casa.

1 curtida

Gosto muito do meu 13 mini, compacto, discreto e poderoso. Tem gente que se assusta ao notar que é um iPhone pelo tamanho dele.
Bateria até hoje não me foi um problema, quando for eu compro uma bateria magsafe.

Rapaz eu tenho um Pro Max como aparelho principal e ficaria muito feliz em ter um Mini de companhia. Mas por questões financeiras não me é possível.

Em defesa dos aparelhos grandes, é muito notável a diferença quando se está navegando na internet ou lendo feeds RSS numa tela grande. Mas há muitas horas que queria sair só com um aparelho pequeno.

Acho que os dois tem fortes motivos pra existirem. Mas acho que o grande apelo contra os pequenos é a bateria e as câmeras. O que acho meio infeliz, pois o tamanho pequeno tem muitas vantagens. Pena que seja limitado por si próprio.

Painel de celular é melhor que a maioria das TVs por ai, fora a comodidade de deitar na cama e assistir.

1 curtida

Já vi que nos rumores o próximo SE vai ter a carcaça do Iphone XR… Mas eu também queria que o SE fosse com o Mini… Só posso comprar os modelos SE mesmo… :frowning:

Chuto que é mais o pessoal que já passou ou que passar pelo processo de substituir o notebook pelo smartphone mesmo.
Pra navegar na internet e ler textos, tela maior tende a ser melhor. E como o aparelho é potente o suficiente para rodar vídeos, não é um absurdo querer juntar todas as funções em um único aparelho.

Convenhamos que você pode fazer isso com uma TV ou mesmo um notebook.
Na verdade, é o que as pessoas faziam quando smartphone não tinha essa capacidade.
Sempre tem a opção de usar um controle remoto ou um mouse/teclado sem fio pra poder controlar tudo sem nem precisar levantar da cama.

Na época do 12 Mini não comprei por causa da câmera e da bateria. Quando saiu o 13 Mini corri e garanti o meu, porque os pontos negativos do 12 haviam sido corrigidos.
Hoje em dia tenho um celular super confortável de se usar, principalmente com uma mão e uma bateria que dura o dia todo. Hoje por exemplo tirei o celular do carregador às 8:58 e ainda tenho 28% de bateria às 00:17, então pro meu uso raramente preciso plugar um cabo pra carregar (durante a noite uso um carregador sem fio).

Não é todo lugar que tem uma televisão disponível e ninguém anda com notebook pra todo lugar, com o celular sim.

2 curtidas

O grande problema do iPhone Mini na minha opinião sempre foi a precificação e nomenclatura - a diferença de preço das versões “normais” era muito pequena e o fato de se chamar Mini força o consumidor a entender que está comprando algo abaixo do que seria o padrão. É um fato recorrente no estudo da psicologia do consumo: As pessoas tem a tendência de comprar “pela medida” e quando você oferece um produto similar por um incremento de preço pequeno, temos a sensação de estar fazendo um bom negócio. Essa lógica funciona da batata frita à venda de automóveis.