Motorola se prepara para lançar 1º celular com câmera de 200 MP em julho

A corrida maluca por mais megapixels está mesmo de volta. Tinha sido esquecida por uns tempos, mas diante das poucas novidades no segmento como um todo, o marketing precisa agir pra convencer que mais megapixels é melhor.

A câmera do meu finado S7 edge com seus 12MP é melhor que a de 48MP do meu atual S10 Lite (que por padrão transforma numa imagem de 12MP). Fotografar em 48MP não faz sentido, a qualidade fica melhor em 12MP mesmo. Acontece que, para essa maior resolução do sensor, eles sacrificaram a abertura da lente, que no meu anterior era de f/1.7 e nesse é f/2.0. O resultado: o disparo é mais demorado para compensar a menor abertura, mas o resultado não é o mesmo, e você ainda ganha um borrão se a pessoa se mexe.

Aposentei o S7 edge com 4 anos de uso porque o USB estava com defeito e levava 7 horas pra carregar no fio e de 2 a 3 sem fio, mas aí ficava ruim de mexer, e também porque a bateria já tava bem ruim. Mas tirando a câmera, o S10 Lite é um bom aparelho e a melhor opção que encontrei na faixa dos 2 mil na época (S20 FE só veio meses depois).

Curiosidade: hoje o Exynos é odiado e o Snapdragon aclamado, mas em 2016 eu ia comprar (e comprei) o S7 edge no Paraguai, e lá vendia com os dois processadores e com opção de dual SIM (no Brasil apenas Exynos e single SIM). Depois de muito pesquisar, não tive dúvidas: fui de Exynos 8890, pois era melhor que a versão com Snapdragon 820. Já ano passado recomendei o S20 FE pra minha cunhada e orientei pelo Snapdragon.

2 curtidas

é o que eu questionei num outro tópico e tentaram me convencer por A + B que uma câmera de 200 MP era melhor que uma de 100 MP, e agora tu vem exatamente me comprovar que o aumento de MP sem critério pode sim piorar a qualidade da foto e serve só pra marketing.

3 curtidas

Eu comprei o meu sabendo que era marketing isso, porque não faz sentido botar câmera de 48MP e 64MP nos intermediários enquanto o top de linha tem 12MP.

Só agora no S22 é que a Samsung tirou os 12MP e passou a 50MP no top (sem considerar os Ultra), e ao que parece com qualidade. Agora, o quanto essa mudança foi motivado por marketing ou por melhoria real, já é outra história. Taí o iPhone 13 Pro Max com seus 12MP que também fazem um belíssimo trabalho.

Nos tops, não vejo com tanta preocupação a quantidade de megapixels, pois normalmente o resultado é muito bom. Nos intermediários é que a implantação acaba sendo muitas vezes por marketing e colocam um sensor inferior de altíssima resolução, com pior qualidade final que o feijão com arroz de 12MP.

3 curtidas