Microsoft tentou comprar Nintendo e Square há 20 anos

Originally published at: Microsoft tentou comprar Nintendo e Square há 20 anos – Jogos – Tecnoblog

Microsoft tentou comprar a Nintendo há 20 anos, mas recebeu risadas em resposta; ex-executivo lembra outra aquisição

“Steve nos fez marcar uma reunião com a Nintendo para saber se eles considerariam uma venda para nós. Eles só riram da nossa cara. Tipo, imagina uma hora com alguém só rindo de você. Esse foi o tipo de reunião que tivemos”.

:relieved::relieved::relieved::relieved::relieved:

1 curtida

20 anos atrás a Nintendo já tinha cerca de 111 anos. Enquanto a Microsoft tinha “apenas” 25.

Considerando o passado de sobrevivência da Nintendo, acho que consigo entender a reação. Apesar de que com certeza ela foi desrespeitosa, mas pense bem:

Você tem uma empresa que sobreviveu a duas guerras, várias crises econômicas, uma revolução industrial e aí vem uma empresa americana oferecendo-se pra comprar não apenas a Nintendo, mas também ser responsável por manter todo o legado dela.

Eu também iria dar risada. A Nintendo é tão tradicionalista que hoje possui medidas para conter um takeover hostil, o mesmo que a Ubisoft sofreu pela Vivendi e a Codemasters pela Take Two/EA. Tudo para garantir que ninguém mude o que ela conquistou.

Isso também se reflete para nós consumidores, muitas vezes quem tem um produto da Nintendo já deve ter se perguntado: porque a Nintendo não fez desse jeito ou daquele?

Por exemplo, eu me pergunto até hoje porque a Nintendo é tão mão-fechada quanto a retrocompatibilidade, também me pergunto porque ela nos força a usar um aplicativo mobile para nos comunicar com nosso amigos.

Falta de recurso para desenvolver? Com certeza não.

É triste, mas empresas pioneiras no mercado sempre possuem o necessário para direcionar seus consumidores e ditar as regras do mercado. Vejam a Apple.

No caso da Nintendo, já repararam que os jogos dela nunca baixam de preço? (a não ser em promoções). É porque o legado dela garante que vai ter consumidor pagando alto por produtos antigos.

Não há apenas pontos ruins nisso, a Nintendo é uma das poucas publishers que da liberdade para as desenvolvedoras de produzir um jogo sem pressa. Anunciando eles somente quando estão próximos do ciclo de produção, como a Rockstar também faz.

O resultado disso é um jogo que pode não sair perfeito, mas é muito bem polido comparado com o que a maior parte dos estúdios ocidentais fazem hoje, graças ao sistema de pré-venda.

7 curtidas

Nesse caso aqui é só dinheiro mesmo kkkkk

Vc conhece Pokémon Sword & Shield?

Um desvio na curva, mas convenhamos, a Pokémon Company vem dando bola fora uma atrás da outra desde o sucesso do Pokémon GO. Não me admira se eu aprendesse que houve pressão por parte deles na Game Freak.

Mas a gamefreak nem é a dev do Go, é Niantic

Pressão de quem na GF?

Digo, o sucesso subiu a cabeça da Pokémon Company e a qualidade caiu drasticamente nos produtos seguintes, está claro que o jogo estava longe de ser finalizado.

Não é só a questão gráfica, a própria forma como o jogo foi concebido é uma merda. Dynamax? Pelamor né, criatividade zero.

Da Pokémon Company. Mas aí já é tudo teoria da conspiração, então melhor eu parar por aqui.

1 curtida

Eu nunca gostei dessas “novas formas” desde que surgiram as Mega Evoluções, embora a maioria das pessoas tenha gostado. Dynamax é só o ponto mais recente de uma longa cadeia de mudanças sem sentido.

1 curtida

Ah sim, concordo com ctz. Mas acho q o pior mesmo foi a pseudo extinção da National Dex pra vender como DLC depois. Fora eles dizerem q não colocaram todos no jogo por causa dos modelos 3D e na vdd eram 90% iguais aons anteriores.

Não sendo terra plana e antivax da pra falar cara kkkkk

A Microsoft teve sorte em não comprar a Square, pois nesse mesmo ano eles lançaram aquele filme de Final Fantasy que causou um prejuízo enorme

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.