Microsoft tem lucro de US$ 16,4 bilhões, mas mantém plano de demissões

“Diversidade, ESG, woke e talz” a brincadeira acaba quando o dinheiro acaba, daí no fim só fica quem realmente quer fazer a diferença na empresa.

1 curtida

Windows 11 não tinha previsão de sair do beta, agora com menos funcionarios que não sai nunca mais.

1 curtida

Eu ACHO que lucro líquido de 16bi de dólares não é bem “dinheiro acaba”.

5 curtidas

Na verdade, as demissões são apenas um efeito de manada. Muitas das empresas que demitiram, ainda não possuem real motivo para demissões em massa, mas fizeram porque seus pares ou players maiores fizeram e acabam tomando essa decisão por impulso.

Efeito manada: o que é, quais os riscos e como evitar? | Genial.

Isso acontece tem décadas, não é nada novo e mostra apenas que CNPJ não tem pena de ninguém. Vão priorizar 2% de lucro a mais, ao invés de tomarem cuidado em decisões que impactam milhares de famílias. Mesmo que depois essa manobra custe muito mais caro, pois posteriormente, precisam correr atrás de novos talentos para voltar com determinados projetos e o movimento sai mais caro do que manter o time que já tinha.

Não achem que porque determinado CEO é famoso, que sabe EXATAMENTE o que está fazendo, historicamente, também já vimos centenas de decisões burras por parte de empresas, grandes ou pequenas.

6 curtidas

Capital se tornou mais caro e escasso, a festa acabou para as Big techs

1 curtida

não mesmo, mas os tempos mudaram e o espaço pra mimimi acaba.

1 curtida

Mas o windows mudou desde o 10. Agora ele é um serviço com atualizações infinitas. Tanto que queriam manter o windows 10 pra sempre, só mudaram o número por conta da confusão dos leigos no suporte.

Bem vindos ao capitalismo

1 curtida

Sem contar que essas demissões acabam se voltando contra eles mesmos. 10 mil demissões impacta na demanda de diversos produtos, e consequentemente em produtos oferecidos pela própria Microsoft

1 curtida

Perfeito! Se você olhar na publicação da stanford é exatamente o que o professor aponta, essa é uma ação sem estratégia. Historicamente ela já se mostrou sem vantagens, pelo contrário, a longo prazo ela é custosa para a empresa.

É aquela famosa história que quem é gestor conhece, é muito mais caro contratar do que manter.

Contratar envolve uma jornada bem cara, desde a busca do talento até conseguir o efetivar.