Microsoft encontra falhas graves no Linux que dão acesso root a hackers

Qualquer um que entender a sério de linux vai te dizer que a grande diferença é a transparência, ninguem esconde quando acham um bug, vão lá e corrigem rapidamente.

Diferente da microsoft muitas vezes que fica meses escondendo o problema enquanto os hachers seguem fazendo a festa. Ou tu acha que quando acham uma falha de seguranca presente em 3 ou 4 versões do windows ninguém suspeitava que ela existia e ignoraram ela?

6 curtidas

Chega até ser engraçada a matéria kkk sendo o Windows um queijo suisso no quesito segurança, eles da Micro$oft acham que quem usa Linux irá largar e instalar Windows por uma notícia deste tipo kkk hilário rsrs

Não, cara, a Microsoft não acha isso. A empresa tem um núcleo de pesquisa em segurança bem forte porque eles têm clientes corporativos que usam Linux (e outros sistemas), daí a razão dessa e de tantas outras pesquisas.

Se você tivesse lido o texto, saberia disso. E também saberia que a própria Microsoft agradeceu ao criador do módulo defeituoso por ter implementado as correções rapidamente.

Se informe primeiro antes de vir aqui passar vergonha (inclusive usando esse “$” ridículo no nome da empresa). Essa Microsoft que abomina o Linux morreu desde que Satya Nadella assumiu as rédeas da empresa.

9 curtidas

Não Man, a própria Microsoft tbm usa Linux internamente! Ela tem a sua própria distro Linux, chamada de CBL-Mariner. E como diz na matéria, boa parte dos clientes corporativos dela usam sistemas operacionais baseados em Linux e, portanto, a segurança de suas clientes é uma prioridade altíssima nos tempos atuais.

Bom a falha nao é bem do Linux , networkd dispatcher é um modulo do systemd que acho uma tranqueira complexa e desnecessaria que hoje integra varias funcoes e recursos do sistema operacional, quiseram substituir o tradicional mas deviam ter pensado em algo que fizesse somente necessario eu acho é minha opiniao

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.