Mercado Livre e Procon-SP devem colaborar para barrar venda de itens ilegais

Esse sistema Marketplace é ridículo.

Pesquisei por softwares e obtive links para Amazon e Magazine Luiza, entretanto trata-se claramente de produtos irregulares - piratas - e comercializados por ‚Äúempresas‚ÄĚ parceiras via Marketplace.

No entanto não há qualquer responsabilidade da Amazon ou Magazine Luiza quanto a comercialização.

Quem estiver desatento acredita estar seguro adquirindo produto de qualidade além de compromisso com prazos e a própria entrega.

Ou seja, a Amazon e Magazine - e outras conhecidas - ampliam a visibilidade de si mesmas através de um artifício mas se resguardam de qualquer responsabilidade em caso de problemas.

Isso n√£o √© id√īneo.

Por curiosidade pesquisei no Google a ‚Äúempresa autorizada‚ÄĚ na venda de softwares obtendo um endere√ßo que ao ser colocado no Googlemaps mostra uma resid√™ncia em frente a uma escolinha de inform√°tica.

Chega a ser deprimente ver o que consideramos seguro - Amazon, Magazine, etc - se prestar a tal atitude. Antes de mais nada precisam assumir total responsabilidade quanto a quem permitem visibilidade, garantindo e protegendo os clientes Amazon e Magazine Luiza.

Eu n√£o procuro pelo ‚ÄúZ√© da Esquina‚ÄĚ para adquirir produtos que me sejam importantes.

Outro lugar de engodos é o Facebook, repleto de ofertas irregulares.

A coisa vai mal.

Mas esse artigo não era sobre o mercadolivre que é mais uma plataforma de compra e venda?

√Č uma plataforma de compra e venda aberta para todos, o que seria √© um marketplace, n√£o?

Nunca vi o Mercado Livre ser chamado de Marketplace. Mais site de compra e venda ou leilão (esse é antigao) mesmo.

O Mercado Livre j√° era marketplace antes do termo ‚Äúmarketplace‚ÄĚ pegar

1 curtida

A vida inteira o ML foi espaço para venda de coisas ilegais e sequer as pessoas tinham um endereço pra entrar em contato nos casos de prejuízos gerados por isso.

Parece q não têm mais como fugir da responsabilidade, como fizeram desde os anos 90…

Se são produto ilegais ok, mas julgar quem vende só por que é uma residência, ai é preconceito, muita gente tem uma pequena empresa em casa, e ganha a vida comercializando itens, a empresa pode ser pequena, mas mais honesta que uma gigantesca.

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.