Leilão da Receita Federal tem celulares da Xiaomi a partir de R$ 250

Originally published at: Leilão da Receita Federal tem celulares da Xiaomi a partir de R$ 250 – Brasil – Tecnoblog

Receita Federal faz leilão na zona Norte; lotes têm Xiaomi Mi A3, Redmi Note 8, Mi 9 Lite, iPhones e celulares Samsung Galaxy

1 curtida

Ué, pensei que roubo de cargas fosse crime.

1 curtida

Maravilha!

Eu acho isso tão errado… Eles apreendem do mercado cinza, ou até roubado e depois colocam a leilão, qual é a lógica disso?

2 curtidas

Brasil sendo brasil… Me diz o porque disso. Nao podem ve o brasileiro comprando o qie quer o que precisa. E vem com essa ladainha. Porque nao se preocupam com coisas mais importantes ao inves de telefones celulares. Vao aprender aparelhos de criminosos . sempre assim o mais fraco sofre. Odeio ser brasileiro e morar aqui!!

2 curtidas

A lógica é o Estado arrecadar, não importa como. E assim como você também acho esses leilões ilegais e a antiéticos, muita hipocrisia confiscar as mercadorias para revender.

1 curtida

Com o ensino remoto em vigor e alunos em vulnerabilidade social que não podem assistir as aulas remotas, não seria melhor doar esses aparelhos?

1 curtida

Sou de minas posso dar o meu lance?

Nunca vi leilão ser quase o preço das lojas

Pessoal pensa que são celulares comprados no aliexpress e sites do tipo, é tudo cel que entra por contrabandistas, tem que apreender e dar um fim mesmo

Mas o leilão em si não implica em ser mais barato. Até porque ocorrerão lances, o que varia dependendo do interesse. Vai de quem der o lance final, achar vantajoso.

1 curtida

E como faz para participar? Precisa de quê?

Como eu participo desse leilão ?

@Fernanda_Araujo @Michael_Ferreira

Acho que você nunca viu leilão de veículos no Brasil, 99,9% é furada. São carros detonados que são arrematados quase pelo preço de mercado quando se inclui as taxas.

Vixi, nem começa com isso de novo… sérião mesmo.

E tem outro nome? Estado apreendendo mercadorias pra revender depois em vez de destruir ou doar é o que, não é crime? E já ouviu falar em uma figura de linguagem chamada “hipérbole”? Se não, dá uma pesquisada aí.

Nos leilões de veículos online que eu acompanhei, a grande maioria dos carros está em estado deplorável, repleto de problemas mecânicos, amassados, arranhados, falhas na pintura, faltando manual, acessórios e repleto de gambiarras e modificações na fiação elétrica. E não pode nem inspecionar o veículo, é comprar no escuro. Se for gastar pra arrumar o carro, quase sempre o custo final sai próximo de um veículo em bom estado de conservação.

E os que estão mais conservados são arremetados por valores que, acrescentando taxas, beiram o preço da tabela Fipe, loucura. Tenho um parente que trabalha comprando e revendendo carros de leilão, a grande maioria dos carros é bucha, já teve muito prejuízo achando que fez um bom negócio. No final, o lucro com a revenda é mixaria.

Engraçado todo mundo reclamar disso, mas quase ninguém que teve esses prejuizos processar…

Óbvio, o Estado faz a lei, a julga e a executa, pra que o importador vai perder tempo processando a Receita por apreender as mercadorias?

Aliás, a própria Receita não respeita a lei, pois não cumpre o Decreto-Lei 1804/1980, que isenta pessoas físicas de pagar imposto de importação de bens de até 100 dólares. Na prática o fiscal taxa o quanto quiser.