Justiça determina que Netflix remova especial do Porta dos Fundos

Absolutamente nada justifica a retirada do especial de natal do porta dos fundos.
O usuário tem o direito de não gostar, achar graça, boicotar ou protestar. Mas Censurar NUNCA!
" A liberdade de expressão é a mais básica das liberdades politicas."

3 Curtidas

De fato, esse é um problema específico da nossa justiça. Mas não duvido que esse desembargador tenha feito isso a pedido de algum sabe com uma promessa de algo no futuro, enfim.

É triste por que o atual governo permite esse tipo de atitude, então acaba que esse tipo de pessoa se sente mais livre pra isso.

Legal a galera revoltada com isso, sinal de que estão vendo que censura nunca é o caminho. Só espero que quando a piada for com alguma outra categoria, continuem apoiando que não se deve censurar.

Alias, a decisão é cheia de “limites da liberdade de expressão” e “discurso de ódio”, exatamente os mesmos argumentos que usam pra calar o “outro lado”. Como sempre disse, coisas completamente subjetivas que hora ou outra o feitiço iria ser usado contra o feiticeiro.

5 Curtidas

Para quem quiser saber o pq judicialmente aqui o link com a Thread do nosso já conhecido advogado Raphael Rios Chaia sobre o ocorrido, é muito bom.

6 Curtidas

Existe limites para tudo, não sou cristão mas zoar a religião na qual o pais tem mais adeptos é loucura…em uma geração de lacrações e que as minorias ficam pedindo respeito todo dia esquecem de respeitar também? É a mesma coisa da Netflix da Arábia querer zoar os Islamismo vai da merda…

Acho que sua tentativa de a todo custo culpar o executivo por uma decisão não tomada por ele não deu muito certo nessa, meu caro.

O nosso judiciário jamais foi como deveria ser: justo, e isso não é oportunidade a qual o poder executivo tem como intervir, felizmente (ou não) os poderes são independentes e tomadas de decisões como estas são comuns no nosso país onde a classe tende a se comportar como deuses.

Judicialmente falando como ja postado pelo amigo…“Liberdade de expressão não é absoluta.”

2 Curtidas

E aquele papo todo que o estado é laico?:man_facepalming:t4:

2 Curtidas

Estado laico quer dizer apenas que o Estado não tem uma religião definida, não que é ateu. O juiz, inclusive, se baseou no fato da nossa Constituição dizer que o Estado deve proteger TODAS as religiões.

PS: não, não concordo com a decisão, antes que comece…

1 Curtida

E ele é, de fato.
Porém como sabemos se o país cumprisse efetivamente pelo menos metade das leis presentes em nossa constituição, seríamos um país de primeiro mundo de fazer inveja a qualquer um.

1 Curtida

Gostei dessa decisão não. Isso dá pretexto pra eles, eventualmente, pedirem à justiça pra “calar a boca” do que quer que falemos e eles não gostem…
Só fiquei sabendo dessa porcaria aí, por causa dos, adivinhem, evangélicos… Se todo mundo ignorasse, o Porta dos Fundos não teria ganho marketing gratuito (que era o que eles queriam e, infelizmente, conseguiram).

2 Curtidas

Onde seria esse tal “limite” na expressão ?

Eu pessoalmente sou contra a censura, o problema aqui é que a constituição fala que as religiões devem ser protegidas, e que a liberdade de expressão não é absoluta.
Sem falar que entrou no meio discurso de ódio, aí que entra o problema, QUEM define o que é discurso de ódio? O governo? O judiciário? Aí que tá o problema.

Embora eu nunca verei esse lixo. Acho uma palhaçada sem igual o estado querer decidir o que as pessoas podem ou não assistir. :expressionless:

1 Curtida

o limite é quando oque vc fala fere alguma lei

2 Curtidas

Da uma lida no post

2 Curtidas

“Estado Laico protetor dos interesses de uma entidade cristã que ficou ofendida com uma paródia…”

1 Curtida

Assusta muito uma decisão assim, estão abrindo muitos precedentes para esse tipo de censura ser algo comum.

1 Curtida

Infelizmente chegamos ao ponto em que não me surpreendo com uma notícia dessas. Muito perigoso o precedente que isso gera.

1 Curtida

Não assisti e não sou religioso…

Mas me parece desnecessário o que fizeram, não sei se conseguiram fazer as pessoas rir (que imagino ser o objetivo), mas entendo que sempre alguém vai rir.

Mas se ao invés de uma sátira com personagens da Bíblia fosse com algum outro grupo você que que está lendo faz parte? (Deficientes, raça, futebol, região, etc… ) Já pensou se fosse sua mãe ( com nome, CPF, endereço , ou seja indivíduo único ) sendo representada?

Funcionária o ”Assiste quem quer”?

Penso que não seria agradável ofender toda uma parcela da população em nome da “liberdade de expressão”.

Liberdade de expressão SIM, mas respeito é fundamental.

Não dá pra ofender milhões de pessoas, que nada lhe fizeram, em nome da liberdade.

Entendo protesto político, a revolta por uma melhora tão sonhada que nunca chega, enfim…

Infelizmente “terra de muita lei é que tem muito bandido”.

1 Curtida