Japão declara vitória na guerra contra os… disquetes

2 Likes

A mentalidade é simples de entender: se funciona não muda. Eu descobri que tem pessoas que trabalham com audiovisual que elegeram uma câmera ou um software e não mudam por um bom tempo para não atrapalhar o fluxo de trabalho, podem atualizar aqui e ali mas ao contrário do que pensava são muito conservadoras nas escolhas. Acredito que no Japão isso deve ser pior porque você tem empresas gigantes na produção de tecnologia dentro do país.

2 Likes

Resta saber também como está agora o “processo moderno”, o governo agora se utiliza de apps e documentos digitalizados? Certificados digitais? Ou só saiu do disquete, cd’s e afins para criar mais burocracia e a necessidade terrível de passar horas e horas em uma repartição?

1 Like

Agora sim os disquetes acabam de vez. O pessoal retrô que deve estar feliz. hahaha

1 Like

Os japoneses são muito disciplinados e metódicos, talvez por isso a palavra mudança deva ser tão díficil de encarar.

5 Likes

O Pentágono ainda usa disquetes.

Lembrei de mim, conhecendo gnt no trabalho, que ainda usa o Vegas (ex-software da Sony), por preguiça de aprender a usar um DaVinci Resolve, Premiere ou Final Cut hahah

1 Like

Comparado com diskette, isso aí até que é relativamente recente.
Certa vez fui em uma empresa fazer um bico de refazer as conexões de cabo de rede quando vi uma impressora matricial muito bem conservada.
Achei que era peça de decoração até que o estagiário, que estava me guiando para onde estavam os cabos a serem crimpados, me falar que ela era usada até então para imprimir uns relatórios longos que ele falou o nome mas esqueci

2 Likes

Tem tempo que eu nem vejo uma impressora matricial haha, mas o bom que pelo menos ela estava bem conservada!! Pq te flr, se fosse um órgão público, se bobear usariam uma impressora matricial tbm, mas em estado deplorável kjkkk

2 Likes

O pior… o pessoal usa disquete porque simplesmente funciona, não precisa ficar certificando e etc como USB. hahaha

As coisas dessa época eram feitas para durar e aceitam genéricos… hahaha
Impressora matricial pode ser mais comum que tu imagina, da ultima vez que eu olhei, elas ainda eram bastante usadas pra nota fiscal. (Isso já tem uns dois ou três anos, se bem que elas vem sendo substituida pelas térmicas faz algum tempo)

2 Likes

Mas aí você vai ver o trabalho dos caras e também deve estar preso à mesma estética.

Órgão público que usa matricial, penso que daria para contar no dedo, órgão públicos usam a laser a bastante tempo, são contratos bem gordos e o “padrão” ser a4

Último lugar que eu vi que usava bastante matricial era empresas distribuidora ou logística ou ambas que usam aquelas bobinas de papel, tem algumas que era listrada na horizontal verde branca

1 Like

Mas a certificação do USB é completamente opcional. Na prática, só precisa passar pela certificação se você quiser utilizar os logotipos do protocolo, ou aqueles nomes horrendos (USB 3.2 Gen 2x2 e cia.)…

1 Like

Me referia à certificar se o pendrive vai funcionar de forma adequada, tipo de arquivo e etc. hahaha

1 Like

Na matéria cita que ainda travam a luta contra as máquinas de Escrever, será que ta certo isso? kkkkk impossível…