HTC oficializa celular Android para metaverso (mas não é bem assim)

1 curtida

Tenho ódio dessa marca, de longe o pior celular que já tive na vida foi o HTC 10.

Em 2016, fiquei na dúvida entre HTC 10 e Galaxy S7 edge, o que pesou na decisão foi que, salvo engano, o Samsung era um pouco melhor na câmera e tinha IP68, além do acabamento em vidro me parecer mais bonito, aí acabei indo nele mesmo.

Mas tô por fora, porque ele é tão ruim assim @Banana_Phone ?

Eu acabei trocando meu HTC 10 por um S7 Edge, tirando a câmera frontal, o S7 Edge era melhor em tudo, a bateria do S7 Edge durava o dobro!

Agora vou citar os motivos que me fizeram odiar esse celular:

  • O led de notificação era praticamente um laser que apontava direto pro meu olho. Enquanto eu carregava o celular, o led vermelho ficava sempre aceso. Eu passei a usar o celular inclinado enquanto carregava para que aquele laser vermelho não ficasse apontando no meu olho. Tentei desativar esse led com inúmeros apps, mas nenhum funcionou.

  • O NFC não funcionava bem

  • Tinha uma péssima duração de bateria. Eu saia de casa às 8 horas e lá pelas 15 já estava acabando. A bateria tinha apenas 3000mAh, tela IPS 2k e o processador gastava muita energia, então não durava nada.

  • O snapdragon 820 era um pouco menos problemático que o 810, mas ele também esquentava muito.

  • A câmera tinha foco a laser e isso era um grande problema ao tentar filmar ou fotografar qualquer coisa através de um vidro, pois a câmera focava no vidro em vez de focar na paisagem.

  • O leitor de digital era rápido, mas falhava muito. Um pouco de suor e ele já dava erro.

  • Não tinha português do Brasil, só de Portugal

  • Algo que era vantagem e desvantagem ao mesmo tempo era a entrada USB C. Na época ninguém tinha, então nunca achava alguém pra emprestar carregador

  • O brilho mínimo da tela era bem alto, então era ruim pra usar o celular no escuro

  • O acabamento não era bem feito, juntava sujeita entre a borda e o vidro pois tinha um vão

  • Ele tinha alto falante estéreo, porém, eles simplesmente dividiram o som igualmente entre os alto falantes criando esquerdo e direito, mas como um alto falante era frontal e o outro inferior, ao ver um vídeo o som esquerdo ficava muito mais acentuado pois estava virado direto pro usuário. Os smartphones atuais que tem som estéreo frontal e inferior não cometem esse erro, pois o áudio é dividido de forma inteligente, deixa os graves pro alto falante inferior e cria um equilíbrio entre os 2. O som só fica bom dividindo igualmente entre os 2 se forem 2 alto falantes frontais, como nos Xperia e Rog Phone.

Você teve azar de pegar um modelo lançado quando a marca já estava em decadência, eu diria que o último smartphone decente da HTC foi o One M8, dali pra frente só ladeira abaixo…

3 curtidas

Eu tive um Moto Z Play em 2016, sei bem como era. Nem cabo você achava pra comprar quase. Não que eu precisasse muito, a bateria daquilo era infinita.

1 curtida

Eu peguei na época que a HTC tinha lançado o U11 e o U11 estava liderando o DXOMark, estava ganhando até do Pixel. A câmera do HTC 10 era quase igual ao do U11, usava o mesmo sensor, mas o HTC 10 estava bem mais barato.
De fato a câmera do HTC era boa, mas eu conseguia melhores fotos com o S7 Edge.

Aqui vai um link de um vídeo onde eu tentava gravar a paisagem mas o HTC insistia em focar no vidro. Tentei 7 vezes e em todos os vídeos o foco mudava pro vidro em menos de 5 segundos.

Caramba, quanta coisa! Nos reviews da época eles pareciam bem próximos, mas o que mostra mesmo é o uso diário.

Por falar em led de notificações: saudades. Sim, tem apps para emular isso, mas prefiro sempre uma solução OEM.

O leitor de digital eu também passava raiva no S7 edge, sempre achei ruim.

Uma mancada do S7 edge é que o app da Netflix nunca suportou reprodução em HD no modelo internacional (G935F, o mesmo vendido no Brasil), então apesar da tela 2K, a resolução máxima era 480p. Antes dele, tive LG G3 e Moto X2 e ambos rodavam em Full HD.

Eu não tive muito problema com o leitor biométrico do S7 Edge, achei melhor que do HTC 10 e iPhone 7.
Depois tive um Note 9 que também falhava com certa frequência, as vezes eu preferia desbloquear com a íris.
O melhor que já usei é sem dúvida o do meu S20+, é o ultrassônico.

Nossa quanto tempo não ouço falar em HTC!