Greve de entregadores de iFood, Rappi e Uber Eats pede reajuste e EPIs

Originally published at: https://tecnoblog.net/349377/greve-de-entregadores-de-ifood-rappi-e-uber-eats-pede-reajuste-e-epis/

Parte dos entregadores de iFood, Rappi e Uber Eats desligou os aplicativos e organizou atos em vários pontos do país

1 Curtida

Eu admito que fico triste com isso, hoje não irei pedir nada no iFood, e vou seguir dando gorjeta aos entregadores por fora nos pedidos posteriores.

Eu não consigo opinar sobre isso, é um assunto muito complexo, por um lado a empresa deixa clara que é uma renda extra, mas por outro, a maioria desses entregadores usam-o como forma principal de renda, é um assunto que tem que ser debatido amplamente entre os envolvidos com ajuda do congresso. Espero que o fim de todo esse rolê seja bom.

9 Curtidas

O motoboy paga uma parte do ganho pro app, os cara tão lutando pra ele ter que pagar pro governo tbm

3 Curtidas

é sempre importante a impressa deixa claro e ter os valores atualizados para os envolvidos nao achar q vao ganhar x e ganhar outro valor. cara porem se houver um excesso tipo, epis, 13, seguro de transp, seguro vida, clt e varias intervenções estatais isso vai dar uma merda gigante. pq o preço de pedir ja é caro, se aumentar as pessoas vao parando de pedir e os contratantes vao demitir todos que produz abaixo de uma linha de minimo. ea mesma ideia do salario minimo, quem produz abaixo daquilo simplesmente nao consegue emprego.

Greve de autônomo.
Impressionante.

Pedi meu iFood e recebi normalmente. Quem fez greve, abriu caminho para quem está trabalhando.

edit: um user de outro fórum comentou algo que resume bem a minha opinião sobre.

O que vejo é o povão sem planejamento achando que encontrou a “mina de ouro” até a hora que dá merda e sai chorando por que não soube fazer um mínimo de planejamento.

Historinha bem legal, baseada em fatos reais:

Certo dia um conhecido num “momento de distração” dirigindo seu carro acertou um motoboy. O motoboy precisou ficar 4 meses em repouso por conta duma fratura decorrente do acidente e acionou o conhecido na justiça. Alegou que como motoboy tirava cerca de 3mil reais por mês e queria que o conhecido pagasse isso para ele pelos meses encostado (lucros cessantes). O conhecido concordou em indenizar o cara, apenas exigiu que ele comprovasse a tal renda alegada, o que o juiz achou justo e mandou o motoboy provar. O motoboy, esperto que era, nunca declarou os 3mil reais mensais no IR, nunca recolheu um carnê do INSS como autônomo que fosse, não tinha prova nenhuma. Se fodeu.

A “uberização” ocorre por que as pessoas se sujeitam a isso, se acham espertas, acham que pra trabalhar e lucrar é só fazer uma conta de saco de pão, não se preparam pra imprevistos e quando dá merda correm atrás do Estado querendo que ele resolva. Todo mundo ama receber o $$ do Uber sem os trocentos descontos de uma folha de pagamento, mas a hora que quer férias, que se acidenta e não tem auxílio doença, que toma no c* por não ter feito um mísero seguro, aí vai processar o Uber dizendo que era empregado e tem todos os direitos.

13 Curtidas

Olha, achei bem impressionante a organização dos entregadores. A situação deles não é fácil. Fácil é ter uma boa remuneração, direitos garantidos e criticar quem busca uma melhoria em uma situação precária.
Não ter descanso remunerado, férias e se por algum motivo pararem de trabalhar (doença, furto da moto, etc) simplesmente não terão qualquer renda. Desamparo total.
A rotina é pesada e devemos respeito a eles, que estão tentando uma condição melhor de trabalho.

4 Curtidas

“Ajuda” do Congresso = encargo trabalhista.

Pagar INSS como quase todo autônomo faz não querem, né. Alguém tem que explicar pra entregador de app que não dá pra querer só o filé. Prestar serviço de entregador ou motorista pra aplicativo não configura vínculo empregatício, logo não se pode esperar os benefícios de um.

1 Curtida

Isso é reflexo da mentalidade pequena do brasileiro médio, que acha que o Estado tem que regular tudo e sustentar a todos, o povo é ingênuo demais.

1 Curtida

Gente, vou citar alguns exemplos… Cheguei a fazer corridas de 18km na Uber eats e recebi 10 reais. Parece um bom valor mas não é não… Corridas assim levam a gente em lugares super afastados dos restaurantes, então na prática, a gente roda por exemplo 3km para chegar ao restaurante, os 18km para entregar e mais 18km para voltar. Quase 40km… 10 reais… É desgastante de diversas maneiras.
O aplicativo não mostra a quilometragem antes de retirar o pedido e nem o valor que será pago.
Então aparece na tela assim por exemplo:
5 minutos… Aceitar, recusar?
Você não sabe nem a distância do restaurante que vai retirar o pedido, lembrando que você só recebe pela distância da entrega.
Aí você aceita essa de 5 minutos… Cai um restaurante de 3km de distância…
Aí você vai até ele, retira o pedido e então aparece a distância para a entrega… Geralmente bem alta na Uber…
Resumindo, eles não estão preocupados com a gente não.
Temos gasto com gasolina, pneu, relação, óleo, pastilha de freio, filtro de óleo, manutenção… Eventuais multas… Impostos… E o custo de vida em si (aluguel de casa, compra de comida, etc etc etc)…
Imaginem trabalhar literalmente 12 horas ou mais por dia, para ganhar, quando muito, 80… 100 reais… Aí ter q tirar 30 pra abastecer a moto para o dia seguinte… Isso nos dias BONS!

2 Curtidas

Nenhum autônomo tem.
Um autônomo que queira tudo isso, tem que provisionar e pagar as guias de INSS.

Sou autônomo e faço isso. Tiro duas semanas de férias no fim do ano, emendo feriados, etc, tudo me antecipando.

Ainda não precisei ficar encostado por qualquer motivo, mas já tive um amigo que quebrou o braço e, por pagar as guias do INSS, recebeu normal enquanto ficou parado.

O mal do brasileiro é querer todos os “bônus” que o governo oferece, mas sem o ônus cobrado.

1 Curtida

Bem vindo ao mundo dos autônomos.

Cansei de viajar para outra cidade apresentar projeto, e acabar não sendo aprovado.
Quem quer garantias, pode ir para o regime CLT, mas irá ganhar bem menos.
Quem contratar, terá que pagar por tudo isso que você paga como autônomo, e obviamente é “deduzido” do salário mensal.

Se alguém paga 2000 por mês, pode saber que o custo do funcionário passa dos 3000.

1 Curtida

Não vou nem discutir. Os apps são multinacionais e multimilionários. Sem os motoboys eles não são nada… Eles pagam pouco e ponto final. E não tem essa de “não tá feliz vai pra outro lugar”. Eu vou lutar sim por um valor melhor na quilometragem. Se eles melhorarem a quilometragem fica bom pra todo mundo.

Se eles querem isso, que seja uai, não estou aqui pra defender estado nenhum, mas a vida não é esse jantar todo não, o estado está livre pra moderar essa discussão, e se os entregadores querem pagar imposto pra cacete, que seja!, liberdade é isso, ter liberdade pra tomar no c* pelo estado e por vários outros aspectos da vida.

Agora se tu está preocupado deles estarem puto e quererem que o estado intervenha ou obrigar as empresas privadas a reconhecer os direitos trabalhistas deles, levante da cadeira e avante.

Mentalidade pequena é sua, que pensa que a vida é tão fácil assim, o ser humano sempre teve tendencias a tomar decisões burras por proteção do estado ou algo parecido com isso, e nesse caso não é diferente, o minimo que posso fazer é ficar calado e deixarem eles lutarem pelo que eles querem, mesmo que isso seja uma puta ideia ruim.

Tirando a ironia para comigo, é bem isso mesmo, deixa chorarem pro Estado, quando criarem alguma taxa pra pagarem aí se aquietam.

Mesmo assim todos os dias surgem novos motoristas para aplicativos, ninguém é obrigado a fazer esse trabalho e se não paga bem porque tem tantos motoristas, aplicativo é pra ser um complemento da renda, eu faço aplicativo e conheço muitos parceiros que são loucos e querem trabalhar direto dormem em postos de gasolina tem duas ou três namoradas, daí a luxúria tem o preço. Isso é que dar em trocar a família pelo trabalho, as corridas são divididas pelo de número de motorista, então quanto mais numa plataforma menos é o ganho e outra tem motoristas que trabalham com 4 aplicativos ao mesmo tempo, mas tudo bem aumente as corridas e inviabilizam o negócio daqui a pouco vai ficar igual aos correios aonde o preço do frete é mais caro que o produto comprado.

2 Curtidas

Quando se inscreveram sabiam as condições oferecidas por qualquer aplicativo. É nítido a quantidade de motoqueiros que aumentou durante a pandemia e isso se deu apenas pela ganância deles em querer lucrar nessa pandemia.

É muita sem canalhice querer cobrar algo do aplicativo que não foi prometido, se não está satisfeito, saia do aplicativo, simples.

Porque vocês não olham para o umbigo de vocês e analisam também a perturbação que causam com essas motos com escapamento adulterado ?.

Cansei de ver motoboy com aquela caixa de entregador de app empinando moto ou fazendo idiotice pelas ruas.

É fácil querer cobrar algo dos apps quando a maioria nem se quer olha para as atitudes que tem durante o dia dia.

Sou a favor que os apps façam então uma vistoria rigorosa nessas motos fu***** e não aceitem quem não cumpra se quer o bom senso de não fazer barulho por conta de escapamento adulterado.

Já que querem exigir mais apoio, nada mais justo que o app exigir algo de vocês também.

Olha sou entregador, so trabalho no ifood, muitas coisas que você esta falando é verdade em relação ao motoboy, ja em relação ao App, ele além de fazer acepção de pessoas também tem uma forma errada de uma delas é o tal score que é usado para causa disputa entre os entregadores sim, qualquer sabe disso, isso eles não dizem.

Existe também a forma de pagamento assim como eles dizem que a taxa é de 5 reais mais eles pagam 8 a 9 kkkkk a maior mentira de todas e todos nos temos como provar, eles tratam nos com desigualdade veja bem, sou do estado de alagoas aqui nos nao temos base do ifood uma sede ou algo do tipo, nao temos assistência nos aqui também bao ganhamos nem um terço do que em São Paulo os caras tira, ou Pernambuco sergipe etc.

Aqui nos fomos esquecidos pelo aplicativo e você acha certo nao fazer isso ?
Bicho na boa nos deveria parar em um domingo para fechar a plataforma e outra coisa sair no ramnanananananana ate isso mudar de verdade, nada do que eles falam é verdade.

Sou motoboy e somente nós entregadores sabemos de nossas dores diariamente. Muito desrespeito com o nosso trabalho. Imagina vc trabalhar das 10hrs da manhã até 00:00 pra ganhar 150 ou as vezes até menos e ainda tirar pra gasolina e comida água, e tando sujeito a acidente, roubo, furto e entre outras coisas que acontece com muita frequência. E muitas vezes cai na nossa tela pedido com uma distância de 3 km só pra retirar e mais 8, 9, 10 km ou as vezes até mais pra ganhar 8 e no máximo 11 reais. Isso pq os app não são sincero, um exemplo aqui, o pedido cai com uma rota de 5 km e quando vc puxa no GPS da 7, 8 e até 10 as vezes chegar, resumindo isso é um verdadeiro roubo por não ser sincero com a distância, pq cada km é 1 reais o que já é pouco e ainda rouba dessa forma. Só que infelizmente somos obrigados a fazer caso contrário somos bloqueados durante longos períodos e podendo ser até expulso de vez da plataforma. Faça sol faça frio faça calor faça chuva e estamos na rua todos os dias pra levar até vocês clientes a melhor entrega possível…