Ford testa tecnologia para reduzir velocidade de carros em áreas restritas

1 curtida

Ual cada vez mais a tecnologia nos surpreende, que bom
Assim previne de acidentes principalmente a noite .

3 curtidas

Melhorar o trânsito nas cidades, desde q comprem nossos carros.
Aí o carro reduz e o de trás, q não tem o recurso, bate na traseira do carro da Ford…

No dia em que os carros forem autônomos como em Eu, robô, pode até ser…

Fico com muito pé atrás desses sistemas de frenagem automática, ainda mais os que limitam automaticamente a velocidade.

O correto é apenas ter avisos sonoros e visuais como alerta de velocidade e o motorista decide se é seguro reduzir ou não.

Quem dirige sabe que não é todo lugar que pode frear bruscamente e tem hora que é preciso aumentar a velocidade por segurança. A coisa fica pior ainda quando lembramos que as velocidades máximas são coisas decididas de forma aleatória e não levam em consideração a evolução da frota. Tratam carros com freios ABS e diversos controles como se fosse um Palio 97 sem nada disso.

1 curtida

Se você bate em um carro que está reduzindo para 30 km/h, o errado é você que está infrigindo a velocidade limite, e não um sistema que está se comportando como todo motorista deveria.

1 curtida

Creio que o sistema não faça uma freada brusca, normalmente é progressivo, igual aqueles de aproximação da volvo que se o carro da frente reduz automaticamente ele reduz para manter a distância segura.

Eles freiam bruscamente também. Mas as vezes é mais seguro desviar que frear e correr o risco de alguém bater na traseira.

O que você tá citando é o ACC que segue a velocidade do veículo da frente, não a frenagem de emergência que para o veículo caso detecte ameaça de colisão.

A ideia não é deixar uma colisão acontecer só pra apontar o culpado.
“Se eu morrer, morro certo”?

1 curtida