Firefox 93 testa sugestões patrocinadas e esconde como desativá-las

Et tu, Brute?

4 curtidas

Acho que é hora de procurar outro navegador

Cw-9lwvWEAADTRp

5 curtidas

O problema é que todos os outros usam o Chromium, então não tem muito o que fazer. Só restaria o Safari (e ainda assim só no sistema da Apple)

1 curtida

Ah, não mano… logo tu?! Agora que encontrei o parceiro perfeito pra sincronizar tudo entre computadores e smartphone e tu me lança essa…

1 curtida

Nunca pensei que fosse pensar em desinstalar o Firefox…
Eu sei que eles precisam de grana, mas é meio contraditório, isso, não? Tanto falam em usuário, privacidade, proteger o usuário e talz, e vêm com essa!

2 curtidas

Estou vendo um botão do mesmo tamanho, ao lado do “Permitir sugestões”, que não ativa o novo recurso e permite que o usuário, se quiser, escolha que opções ativar. Esse sensacionalismo todo faz parecer que a Mozilla está no mesmo patamar de má-fé que o Google e a Microsoft.

3 curtidas

A queda da raposa

Pois é, a mídia tá meio que dizendo isso nas matérias de forma bem tendenciosa, como se fosse um mal caratismo da parte deles. A opção tá ali bem simples pra desmarcar. :face_with_monocle:

PS.: Aqui não apareceu isso ainda não, acho que é só US por enquanto.

Eu não sei exatamente pra onde vai se clicar no “Customize settings”, mas pra uma empresa que alega ser defensor da privacidade, o mínimo esperado é que o botão mais chamativo fosse o “Not Now” e não o “Allow suggestions”.
Não chega no patamar de má-fé de outras empresas porque a Mozilla pelo menos manteve como um opt-in, mas é um opt-in desenhado para fazer as pessoas mais desatentas a entrarem do que a não entrarem.

Como diz no texto:

Mas esse tipo de decisão talvez mostre o quão custoso é manter um navegador (principalmente uma engine) hoje em dia.

“Ou você morre herói, ou vive o bastante para se tornar o vilão”
Frase celebre do vilão Duas Caras, que ao meu ver cabe bem aqui. Não interessa que é só nos EUA, já está no código muchachos.

Mozilla está se tornando aquilo que jurou combater. Porém, é compreensível. Uma hora o almoço se tornaria caro demais.

1 curtida

Firefox anda levando um coro do Edge até no Linux, tanto em desempenho quanto em consumo de recursos, virou o Chrome de 2012.

Sinceramente achei uma péssima jogada da empresa, quando o recurso foi anunciado achei que eles iam fazer algo como o Discovery do Chrome na página de nova guia, isso seria menos intrusivo e até de certa forma mais eficiente pra gerar dinheiro com publicidade aceitada.

De fato a versão aberta do navegador Firefox não resultou em "filhos"de grande destaque por outras entidades, mas ainda resta o navegador Tor e o Pale Moon como alternativas.

É aquilo né, quando a grana fica apertada, é difícil se prender aos seus valores, ai rola a famosa hipocrisia. Afinal seu principal financiador é quem você diz combater. E para piorar o discurso, a empresa ainda diz que testa uma alternativa que é a rival fracassada do atual. :man_facepalming:

Eu sou do tempo do avô do Firefox, usei por muito tempo o Netscape depois o Mozilla e por fim o Firefox, sou usuário Linux e sinceramente, já deletei o Firefox, depois de mais de 20 anos usando, até o Edge da Microsoft, Vivaldi, estão melhores que ele, uma pena, agora usando artifícios de forma obscura. Deletei o Firefox e não me arrependo.