Fintechs não podem oferecer benefícios para sempre

1 curtida

Fintech que não se apoia em algo maior ou tem uma empresa capitaneando (Mercado Pago, por exemplo), tende a sair do mercado ou ter sua clientela absorvida em alguma fusão/aquisição.

5 curtidas

Ou piora quem sabe, mas sinceramente enquanto no Brasil não fizer

  1. Reforma tributária limitando Imposto estadual a no máximo 6% e municipal a 4% sobre bens e serviços.

  2. reforma do IRPF

  3. exigir contraprestação para receber auxilio (como fazer cursos, prestar serviço publico como limpeza e ajudar na manutenção)

4 reforma jurídica (acabar com esse negócio de nome limpo a cinco anos, segurança para cobrar dividas, bem como ai no final limitar as taxas de juros) ja que tem mecanismo para receber.

  1. Unificar todos os Regimes de previdência RPPS e RGPS assim fixar uma contribuição mínima para beneficio mínimo, e uma contribuição complementar se quiser (deixando esse fundo administrado em bancos e seguradoras a critério do contribuinte)

  2. Salario minimo hora em no mínimo R$ 10,00 com fiscalização limite de 8 horas diárias e acima aumenta 50%, mudar algumas coisas na CLT etc.

  3. Reduzir numero de deputados, senadorores, vereadores, , fundir municípios pequenos e criar o gestor regional, reduzindo tb vencimentos.

  4. Mudanças em leis que envolva maria da penha, (como usar falsa acusação ter pena pesada) indenização, bem como questões como regime de bens , namoros etc

  5. acabar com reeleição para qualquer cargo. com eleições em período único.

8 curtidas

Prefiro acreditar que é trollagem esse comentário…

4 curtidas

Mais fácil os aliens invadirem o BR e virarem governantes que fazerem essas reformas aí.

8 curtidas

Infelizmente nunca farão nem 1% disso. por isso nunca vai melhorar mas enquanto o povo nao cobrar pq pagar 20% num pacote de arroz 40% na conta de luz (antes era 60) 30% de imposto na gasolina e por aivai

7 curtidas

A única fintech que eu gostei foi o Iti que é do Itaú :joy:

1 curtida

E por isso que eu pago a minha internet, piada do ano

6 curtidas

Quem lacra não lucra.

1 curtida

Eu queria ver 2 pequenas reformas politicas só, acabar com o voto na legenda dos partidos, entra somente os mais votados para vereador e deputados, assim ia limpar esse monte de candidatos que só servem pra fazer meia dúzia de votos pra legenda. E liberarem de poder se candidatar para vereador sem ser filiado a um partido, vai lá e lança uma candidatura independente sem rabo preso com ninguém.

6 curtidas

Eu acredito que ele foi irônico. Ninguém que frequenta o Tecnoblog é tão burro pra falar o que ele falou.

1 curtida

Lugar errado pra se conseguir apoio.

A gente não tá duvidando que o presidente mude daqui a pouco. Mas esperar que esta comunidade, cuja assume a aura de escrotizar qualquer figura pública que abrace populismo e leva o “não tenha político de estimação” como lema, abrace quaisquer políticos entra na categoria “quem dera eu ter essa auto estima que nem a sua”.

E eu aqui lembrando do frenesi da época que o Nubank surgiu com seus convites. Época esta que a gente tava fulo com taxas de TED e de manutenção de conta.

No fim, o hype nem foi pelos benefícios. Foi pelo desejo de fugir dos tradicionais, que na época adotavam umas cobranças que a gente não via sentido.

6 curtidas

Cite 3 lugares que isso existe!

Só queria que o Inter sobrevivesse, pois é disparado o melhor dessas fintechs, graças ao cartão de crédito sem anuidade, conta sem tarifas, incluindo saques, cashback em compras e outros benefícios. Até deixei um dinheiro lá na poupança e fiz uns CDBs e investimentos só para o banco não encerrar minha conta. Sempre fui bem atendido pelo banco laranja e torço muito para o sucesso dele.

3 curtidas

O inter deve sobreviver (pq tem muita diversidade de produto) credito imobiliário, consignado, investimentos no brasil e exterior, cambio, seguros etc. não ficaram em mais do mesmo e conseguem da lucro mesmo que pequeno mais consegue.

3 curtidas

O Inter está no mercado desde 1994. Experiência ele tem então acho improvável que vá morrer por causa da desaceleração do mercado de fintechs.

Saco vazio não para em pé, alguma hora essas vantagens dele acabam

Mas é muitíssimo óbvio que os bancos vão sobreviver, isso não tem a ver com experiência ou qualquer ficção dessas, é pelo simples fato de que eles tem dinheiro infinito. Basta ver todas as vezes que bancos entram e entraram em prejuízo historicamente, todas as vezes o resgate chega e eles continuam com suas práticas abusivas.

1 curtida

Acho que é bem comum acontecer isso nessa altura do campeonato, não é como se essas empresas tivessem dinheiro infinito. Igual aconteceu com a Netflix, que andou aumentando os preços recentemente exatamente por não conseguir manter o preço da assinatura. É uma estratégia que está bem na cara, dar benefícios e depois ir ajustando-os com o tempo, para assim formar um equilíbrio de número de clientes e retorno.

1 curtida