Facebook esconde links de notícias na Austrália em meio a disputa com governo

Originally published at: Facebook esconde links de notícias na Austrália em meio a disputa com governo – Negócios – Tecnoblog

Ao contrário do Google, o Facebook não pretende ceder ao projeto de lei australiano, e afirma que o ganho com notícias “é mínimo”

Não sei na Austrália, mas em boa parte do mundo as pessoas costumam acessar links de notícias postadas nas redes sociais pelos próprios jornais em vez de acessar o site diretamente pela barra de endereço do navegador. Se Google fizesse como o Facebook fez, não demoraria para que as empresas de mídia “pedissem arrego” ao ver a queda no número de acessos. Ou não. De repente sem os práticos links compartilhados nas redes sociais, as pessoas iriam ser obrigadas a acessar o site diretamente, como nos velhos tempos.

2 Likes

Iria fazer, mas chegou a Microsoft abaixando as calças pro governo de lá. Se oferecendo pra suprir a falta do Google e tiveram que voltar atrás…

1 Like

Eu pagava pra ver: 1 - até onde a MS iria e 2 - Até onde os Australianos iriam.
Não me simpatizo muito com Mark Zuckeberg, mas lendo a matéria achei um pouco abuso por parte do governo.

2 Likes

A mídia tradicional está perdendo espaço pro conteúdo online, ao invés de inovarem, preferiram chorar pro governo salvar eles.

O governo vai e obriga quem compartilhar os links da mídia tradicional na internet à pagarem direitos como contribuição por uso.

Agora, corretamente, quem não concorda com isso vai bloquear qualquer tipo de link que venha de um jornal tradicional.

O jornal perde audiência e mais relevância no mundo online, o que faz seu modelo de negócios (anúncios) afundar ainda mais rápido.

Os usuários agora nem ajudar os jornais podem mais, já que o compartilhamento será negado, e eles terão maior dificuldade em acessar informações de mídias supostamente mais respeitadas.

Buscadores e redes sociais eliminam o conteúdo jornalístico tradicional abrindo brechas para produtores enviesados, mais radicais ou conspiratórios chegarem ao público final cada vez mais polarizado.

Esse é o perfeito exemplo de como o Estado consegue ferrar com tudo e todos nos mais diversos sentidos, tornando o mundo um lugar bem pior com as ações dele.

1 Like

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.