Dúvida com relação ao computador multitarefa

Li em um comentário do Youtube, falando que tudo que foi feito para mais de uma tarefa, tende a ser inferior em tudo o que ele faz. (não era relacionado ao computador em sí, mas sim ao Whatsapp)

Mas eu comecei a fazer um paralelo entre os doís, e comecei a pensar, se não seria melhor um dispositivo para cada tarefa, por exemplo: um dispositivo para lazer, ele só seria focado nisso, e ainda existiriam subdivisões no conceito de lazer, um somente para trabalho e por assim vaí
E ao invés de termos um computador em casa, teriamos diversos computadores para realizar nossas várias tarefas.

Mas isso já existe, invés de comprar um pc para jogos, vc pode comprar um video game.
No lugar de vc comprar um PC para ver videos, vc pode comprar um Bluray Player.
No lugar de comprar um para ouvir musica, vc pode comprar um MP3 Players.
E assim por diante.

4 Curtidas

Mas eu penso se isso fosse muito mais abrangente por exemplo, você só ter um computador para rodar um software especifico, e se quiser rodar outro, teria de comprar outro computador e assim por diante

mas ai voltariamos para 1950 com os computadores monotarefa, época horrivel onde só quem podia ter um PC eram empresas e faculdaddes.

2 Curtidas

Eu fico pensando se isso seria bom ou ruim, já que tecnicamente o software seria o principal foco da máquina.

O computador realiza a maioria das tarefas cotidianas mais rápido e melhor do que uma máquina dedicada.
Pras tarefas que isso não ocorre, existem máquinas dedicadas com sistemas dedicados.
E existem algumas tarefas que usam máquinas dedicadas mas não sistemas dedicados (no máximo um software bem específico).

2 Curtidas

Isso não se aplica tanto à computadores/smartphones.
Essa lógica funciona melhor com dispositivos vs dispositivos dedicados. Por exemplo: camera de celular vs camera dedicada.
Quanto mais tu agrupa funções à um dispositivo, mais simples elas tendem a ser por causa de inumeros motivos, incluindo, mas não se limitando à: custo.

Até dá pra fazer isso e pode ter alguma vantagem quando se tem mais de uma pessoa em casa. Porém a desvantagem é que montar um PC para cada coisa pode ser economicamente inviável.
Um computador sem placa de vídeo potente para trabalhar, internet e videos evitaria a tentação de jogar fora de hora.
Um computador mais forte para jogos para o lazer.
Um media center (ou um android box) para filmes na TV (se já tiver android na TV, nem precisa)…

Isso nem existe mais praticamente… os discos são/eram super caros. Melhor um Android Box e streaming.

Para empresas especificas (aeronáutica, carros, engenharia, etc que precisem de simuladores de fisica avançada) até faz sentido, mas não para consumidor final.
A maioria esmagadora dos consumidores finais não vai querer ter um PC Word, um PC Edge, um PC Chrome, um PC Vivaldi, um PC MSPaint, etc… seria um desperdicio absurdo de recursos, energia e dinheiro. Além de ser super inconveniente ter de ficar pulando de PC pra PC ao invés de alt+tab…

Isso não faz o menor sentido. Os computadores mais recentes com processadores midend ou melhores já são fortes o suficiente para rodar inúmeros softwares simultaneos.

3 Curtidas

Tem razão, foi um tópico meio desnecessário… :slightly_frowning_face:

Eu dei exemplos de maquinas dedicadas, um android Box, tbm é multitarefa já que nele eu posso não só ver videos, mas jogar, acessar a internet, fazer acessos remotos via VNC/RDP, produzir textos/planilhas/apresentações (embora mais simples que num PC), ouvir musica, acessar meu Banco, recarregar celular, etc.

1 Curtida

Minha idéia é tipo, computadores monotarefas de verdade, só uma tarefa por computador

Há um único exemplo que penso de montar um computador específico. Se você utiliza algum software que necessita da precisão (engenheiros por exemplo) de uma NVidia Quadro, por exemplo, não vai ser um computador pra uso em jogos.

1 Curtida

Para quê você quer isso? É sério, li o tópico e não entendi o seu objetivo.

2 Curtidas

Na verdade, eu acho que o inverso faz mais sentido. Tudo que é feito para executar apenas uma tarefa, tem uma precisão maior. Mas dispositivos multitarefas podem executar tão bem quanto o dedicado, apenas não possuirá especificidades.

Por exemplo: praticamente todo dispositivo hoje consegue reproduzir músicas (computadores, celulares, tablets…), no entanto ainda existe reprodutores de música como o FiiO, que vai entregar uma qualidade superior nesta tarefa, ou então conseguir “empurrar” um fone de ouvido que teria um volume muito baixo num celular.
Não é porque existe um aparelho dedicado que os outros inevitavelmente se tornaram menos capazes.

5 Curtidas

Porque não precisa.

Haja dinheiro e espaço pra guardar os devices
Imagino um note com adesivo da empresa, outro de games, outro de videos, outro de rede social…

Não parece fazer muito sentido

Existe a questão econômica e logística disso. Um desenvolvedor que faça um aplicativo para Android sabe que qualquer um com um celular Android pode ter acesso ao produto dele. Já se ele desenvolve para um hardware específico, a desenvolvedora tem que também pensar na produção do hardware e nos custos de distribuição do mesmo, além de equilibrar valor final para o consumidor com esses 3 custos (Sem contar outros fatores como publicidade, etc).
Máquinas que fazem tudo acabam barateando e tornando mais acessível os serviços, atendendo a maioria das pessoas, enquanto que quando existe uma demanda mercado em um nicho, aí sim é desenvolvido uma máquina para atender este algo específico, como o caso das câmeras profissionais ou equipamentos hospitalares.