Decisão do STJ envolvendo Airbnb não deve afetar aluguéis de fim de ano

ah… só o brasil mesmo… a pessoa nem sequer pode alugar a própria casa mais. hahaha

6 curtidas

@Keaton Por incrível que pareça não é novidade não. No passado, se não me engano, Barcelona foi além e proibiu o AirBnb totalmente.
E outra, a alegação de condomínio que traria insegurança, como se eu não fosse obrigado a oferecer meu RG e as fotos do meu rosto pra conseguir abrir um cadastro no AirBnb.

1 curtida

Diante das últimas polêmicas, em que o AirBnb se meteu nos últimos meses, confesso que fiquei bem receoso de utilizar o mesmo.

Quero só acrescentar que a segunda instância não anulou a decisão de primeira, ela reformou, se tivesse anulado o processo teria que ser retomado do zero (como será o do Lula). Fora isso até que os outros termos jurídicos estão bem usados.

Que palhaçada. Você compra um imóvel, paga por ele, e não pode alugar? aff

2 curtidas

Eu particularmente sou totalmente contra. O imóvel é meu e eu faço o que diabos quiser com ele, desde que esteja dentro das regras do condomínio.

Se o problema fosse pessoas eventualmente fazendo barulho ou incomodando vizinhos, tinha que se enquadrar nas regras do condomínio, como qualquer outro morador. Inclusive aplicando multas ao proprietário por perturbação, que poderia decidir o que fazer em relação à locação por Airbnb ou longo prazo.

2 curtidas

Ledo engano.Trata-se do segundo precedente do STJ, já com uma unificação jurisprudencial. Em abril, a 4ª Turma do STJ decidiu no mesmo sentido, ao negar o recurso especial ajuizado por três proprietários de apartamentos que decisão que os mandou deixar de oferecer alojamento e hospedagem mediante locação de quartos e prestação de serviços.