Damos adeus ao projeto de lei que poderia "destruir o iPhone"

Originally published at: Damos adeus ao projeto de lei que poderia "destruir o iPhone" – Legislação – Tecnoblog

Senado da Dakota do Norte (EUA) rejeita projeto de lei que queria limitar regras de exclusividade em lojas de aplicativos

1 curtida

Pra quem quer “liberdade” já não tem o Android? Não sei porque essa perseguição com a Apple. Quer dizer, eu sei: todo mundo quer participar do mundinho rentável que a Apple oferece mas não quer pagar o pedágio por isso.

Steve Jobs mandou avisar lá de onde ele está (de novo): “eu tinha razão”…

Eu ta tava vislumbrando uma coisa boa.
Menos monopólio.
Mas não, governos amam eles

Argumento ruim.

  1. Se o Android também aderir a estas políticas boa sorte tendo que depender de um celular obscuro já que não há mais competição
  2. Por que liberdade entre aspas? Sem poder instalar apps fora da Apple sem jailbreak você está praticamente pagando para uma ponte a um serviço e não o produto físico.
1 curtida

Politicos querendo inventar moda novamente. Esse tipo situaçao propio mercado resolve por si quando empresar errar nao mao prejudicando usuarios vai perder dinheiro sendo obrigado se adaptar ninguem precisa de politicos querendo dar palpite aonde muitas vezes nao tem conhecimento como funciona mercado software.

Não foram bem os políticos que fizeram esse projeto, mas ok…

1 curtida

O Android nunca vai aderir a esse tipo de política porque se amarrou na GPL e outras licenças que na prática impedem que ele faça qualquer coisa nesse sentido. E mesmo que ela venha a “tentar aderir” o próprio mercado vai dar jeito de contornar a limitação pela permissividade em si do SO.

E as aspas são o sentido de que o Android é livre mas nem tanto já que não é algo que você necessariamente possa escolher uma variante ao seu bel prazer e instalar no aparelho do jeito que você quiser. A “liberdade” é você poder abolir o Google em favor de outra loja mas mesmo assim não sem dificuldade.

Quanto a Apple: ela é clara ao dizer desde sempre que quem compra algo dela está comprando o ecossistema inteiro junto. É um conjunto fechado de hardware e software.

Aliás, um ótima coisa a se perguntar: se o Android não tem essas “amarras” todas, por que insistir num Apple e querer enfiar jailbreak? Android não é superior, ponto?

Pra quem não se informa o outrem vai ter sempre um “argumento ruim”.

1 curtida

Monopólio de uma empresa que mal detém 20% do mercado de smartphones? Se eles fossem a única empresa que oferecesse smartphone no mercado aí até eu daria crédito ao seu argumento.

Isto não significa que deveria ser algo legal ou moral, visto que diferente de aparelhos como videogames, celulares são essenciais para a maioria das pessoas. É o que a lei lutou contra, e a Apple até recentemente abaixou as tarifas de desenvolvedores para apps que não são jogos.

Porque isto não afeta apenas celulares, e a participação de eletrônicos com SO será imensa em cem anos; a regulação pode se extender a praticamente tudo no futuro. Teremos geladeiras, TVs, relógios etc, com mais ou menos liberdade que o Android atualmente?
No presente é fácil rir de quem é levado pelo marketing a usar iPhone mas as empresas são forçadas a se limitar pelas tarifas e políticas de uso de uma única fonte (Apple Store) que pode mudar suas tarifas e regras a qualquer momento e, se apenas focarem em Android, ficam atrás e podem ser compradas por aquelas que não optaram.

É importante afirmar que isso não se extende apenas à Apple. Mas obrigado por falar da GPL, lerei sobre depois.

Legal (no sentido Lei): a empresa tem autonomia pra fazer o que quiser. E você tem autonomia pra aceitar os termos deles. Pra isso existe um contrato (ou a EULA). Você não é obrigado a aceitar ela.

Moral: você quer falar MESMO sobre moralidade? O Facebook brigando com a Apple porque não quer explicitar suas “políticas de coleta de dados e qual destino eles vão ter” lhe diz o que? Imoral por imoral, a Apple pelo menos não fica tentando te esconder as coisas. E por esconder não falo necessariamente sobre privacidade e sim sobre o fato deles sempre deixarem explícito que quando você adquire algo deles está adquirindo o conjunto completo (sim, repeteco do comentário anterior). E parte desse argumento vale pra resposta do “jailbreak”.

Quanto ao “controle” que a Apple exerce: se fossem pela cabeça do Steve Jobs, pra começo de conversa, sequer teríamos lojas e desenvolvedores terceiros. TUDO ia ser Apple. Indo adiante: apesar da participação menor como SO, o iOS/iPadOS são muito superiores em rentabilidade do que TODAS as outras lojas juntas. E não menos importante: desenvolver pra iOS/iPadOS é BEM mais fácil do que desenvolver pra Android. Se você pegar uma empresa que desenvolve software pra mobile, veja quantas cadeiras são do pessoal que desenvolve pra iOS e quantas são pros que desenvolvem pra Android. Basicamente a proporção é 1 pra 3. Nessa lógica toda: se você pode faturar mais investindo menos mesmo descontando taxas e tarifas, você ainda vai preferir insistir no concorrente por que ele te dá opção de optar por uma loja diferente da “oficial”?

E quanto a controle: a única forma de se livrar dele é não depender de internet. E isso só pra começar. Mas se você escolheu ser dependente dela, então qualquer argumento contrário a “controle” e “monopólio” é basicamente inválido. Aliás você sabia que a internet é controlada única e exclusivamente pela ICANN?

1 curtida

Isso não significa que devemos aceitar o que é proposto atualmente.

A dificuldade da programação não importa para o ponto da lei e a questão da rentabilidade é o que falei sobre se empresas focarem apenas em Android. Também falei sobre os termos de uso, que limitam o que pode ser colocado na loja sem alternativas e em consequência o que pode esttar em seu aparelho.

ICANN é uma entidade sem fins lucrativos e é mais relacionada a protocolos do que data. Mas se não fosse, por que também não defender uma desmonopolização?

1 curtida

Novamente: a Apple não está sozinha no mercado. Não gosta, não consuma. Essa é a melhor forma de criticar uma empresa. “Ah, mas o marketing…” bom, faça um marketing melhor pra dizer que o modelo deles é “evil” e prejudicial ao mundo no médio e longo prazo.

Mas não esqueça de criticar também Google, Facebook, Amazon, Microsoft… caso contrário pra mim não é crítica mas birra mesmo.

PS: já tentaram tirar o monopólio do controle da internet da ICANN, sem sucesso. Adivinha quem barrou?

Mas isto não foi uma lei só contra a Apple, e “não gostou, faz melhor/não consuma” não é um argumento. Não sou um consumidor da Apple nem um fabricante de celulares e sim alguém com conhecimento de pessoas afetadas negativamente pelo ecossistema tecnológico que políticas como a da Apple Store criam e procuram meios como o que esta lei propôs.

1 curtida

Na verdade foi para qualquer desenvolvedor que não exceda um milhão anual em vendas. E isso da cerca de 98% dos deve que possuem apps na App Store.

1 curtida

Olá Facebook…

Apesar de eu ter gostado da idéia, eu disse não iria passar por impecilios legais e outras coisas como lobbying.

1 curtida

Eu acho bem dificil nao ter dedo algum por tras desse tipo iniciativa.

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.