Criptografia: E-mail e Nuvem, quais os melhores?

Eu sempre fui surtado com possibilidade de vazamento de dados e documentos, tanto pessoais quanto profissionais, e tendo a usar todos os meios que temos para ter sempre uma camada extra de segurança, e eu estava pensando, existem provedores de e-mail e de armazenamento na nuvem que utilizem criptografia para adicionar essa camada extra de segurança?

Além do MEGA e do ProtonMail, é claro, que são serviços ótimos mas que acho que “pra um público em geral”, eles são complicados para serem utilizados.

Pra vocês, quais soluções de segurança podemos usar no dia-a-dia com criptografia e que são “user-friendly”?

Não sei se isso pode te ajudar, mas no windows você pode criar um “HD” virtual pelo gerenciador de discos, Action, Create VHD, VHDX/Fixed size e adicionar ele na pasta do dropbox, depois disso vc inicia ele pelo gerenciador de discos, formata e ativa o BitLocker, sempre que vc adicionar um arquivo nesse HD virtual o dropbox vai enviar apenas a parte que foi modificada do arquivo .vhdx para a nuvem e você terá a certeza de segurança, além disso você não precisa instalar nada além do dropbox e pode configurar o driver para iniciar e desbloquear sozinho o que é muito prático. Até onde sei isso só funciona no dropbox.

2 Curtidas

Email: Tutanota

Nuvem: Único que conheço é o Mega.

2 Curtidas

e-mail uso o tutanota também

nuvem eu tenho usado o dropbox, vocês falaram do mega, mas ele já teve alguns poréns sobre criptografia, como o próprio kim falando para não usar e por ter sido vendido se não me engano pra uma empresa chinesa.

1 Curtida

Onedrive agora tem uma pasta chamada “Vault” ou Cofre em português, não cheguei a utilizar, então não sei a eficiência.

A verdade é que não dá pra convidar 100% na nuvem, afinal de contas não conhecemos toda a estrutura que não fica visível para o cliente. No final das contas, confiamos no que dizem e vamo meio que às cegas.

A solução simples para diblar esse revés é enviar os arquivos para a nuvem já criptografados, de preferência com uma criptografia open source. É o que costumo fazer.

Para quem usa Linux, recomendo o Ccrypt para esse trabalho.

2 Curtidas

Não recomendo nenhum provedor de e-mail alemão olha o tamanho do BO.


Esses serviços fazem cópias de dados dos usuários não criptografados além de registrarem o IP devido as exigências das autoridades alemãs.

A opção mais simples amigável para o uso no dia-a-dia é o Pcloud, mas a criptografia de ponta a ponta tem que pagar a parte US $ 3,99, é excelente.
Já o e-mail eu recomendo o Runbox ele e pago, mas é barato, está sediado na Noruega onde há boas leis de privacidade, e não faz parte da união europeia. Ele oferece 100 aliases num só conta.
Ambos aceitam Bitcoin como forma de pagamento.

2 Curtidas

Vamos ao momento histórias com a Alemanha:

Um colega meu tá morando em Munique, ai pediu que eu enviasse os episódios de Steven Universe para ele ver, pois não tem Cartoon Network na Alemanha direito além de que não existe uma maneira oficial para ele ver a série. Então o que tive que fazer, colocar cada episódio num RAR com senha aleatória e dar instruções de como descompactar os arquivos. Motivo? Simples, se o RAR tivesse sem senha o provedor pegava e mandava multa, o arquivo puro, igualmente.

Mas antes disso já prestei serviços para uma empresa baseada em Berlim e com isso utilizei uma VPN deles, para usar os sistemas internos e e-mail interno, nas instruções da VPN tinha uma lista de coisas que não podia fazer pois é meio que proibido e pode dar umas multas para empresa, neles incluem os óbvios como: nada de torrent, nada de P2P em geral e nada de pirataria e sites de pirataria. Mas ai aumenta para “evite uso de Spotify, Deezer e Apple Music de outros países”, “evite uso de serviços de streaming de outros países”, “não acesse o Gmail”, “não tenha minerador de bitcoin na rede” e o mais legal de todos: “Se algo do YouTube não abrir, aceite e consuma o conteúdo depois”. Aparentemente tem tanta treta com direitos autorais na Alemanha que eles simplesmente podem entrar em contato com você pelo simples fato que o dinheiro que tu tá dando não passa por uma empresa alemã.

2 Curtidas