Como será o cenário da banda larga até o final de 2030, no 🇧🇷?

Será que já teremos 100% da população com acesso à Internet? Velocidade de 1Gbps será tão popular como é a velocidade de 100Mb? A franquia de dados será uma realidade?

1 curtida

100% da população só vai rolar com satélites e talvez com subsidio.
1Gbps deve ser comum na cidade, no campo e no meio do mato (quase toda a região norte do pais) não imagino nem perto dessas velocidades, se conseguirem 100 Mbps sem franquia já vai ser lucro.

Meu palpite:

— praticamente a universalização da fibra óptica GPON/XGPON no Brasil urbano, atingindo as cidades mais remotas do país e seguindo a tendência atual de expansão e liderança dos pequenos provedores que só tende a aumentar sem o esgotamento da tecnologia (o que poderá mudar é a relação dos pequenos provedores com os grandes);

— gigabitização dos planos, massificando e popularizando 1 gbps ao consumidor residencial, como já acontece na Europa, nos EUA e na Ásia — nesse cenário, 100 mbps de velocidade será considerado o mínimo, o básico;

— abandono da Claro da tecnologia HFC e a substituindo por FTTH a médio-longo prazo. Acredito que isso ocorrerá primeiro nos grandes centros urbanos, a começar por SP e RJ, e com o tempo ocorrendo a substituição no interior e em cidades menores. Essas cidades menores com presença de HFC serão as maiores prejudicadas nesse cenário, pois no futuro contarão com uma tecnologia defasada e serão as últimas na lista de prioridade de substituição por FTTH da Claro. Creio que essa transição é quase que inevitável e quanto mais a Claro adiar, pior será para ela.

É isso. No geral, não vejo o cenário não sendo favorável.

2 curtidas

Vejo a Claro investindo em FTTH primeiro onde ela não tem cobertura atualmente, isso pode tanto ser bairros nos grandes centros como novas cidades, só olhar que ela já tem FTTH em alguns lugares e não são os grandes centros.
Depois claro que vão substituir o HFC nos bairros nobres e o resto deve ficar abandonado como tá, quando muito vão receber DOCSIS 4.

Se as grandes não começarem a comprar os provedores pequenos vão acabar sendo engolidos por eles, porque hoje onde o cliente já tem fibra de um provedor regional dificilmente vai trocar pela fibra de uma das grandes a não ser que seja muito mais barato.

Sim, é verdade, essa expansão FTTH da Claro ocorre onde ela não tinha presença, quase todas são cidades de pequeno porte — inclusive estou utilizando dela agora hehe. Mas acredito que em pouco tempo vão começar uma nova frente de expansão e fibrar os grandes centros comerciais e bairros nobres, a começar por SP e Rio. Vez em quando surgem boatos de que isso está para ocorrer mas sem nada concreto.

Além dos problemas, limitações e gasto de energia inerentes da tecnologia DOCSIS, a questão da ‘internet fibra’ tá caindo na boca do povão com a expansão dos pequenos provedores, mesmo os mais leigos já conseguem perceber a vantagem do FTTH. Pelo que leio, todo bairro que chega fibra onde a Claro já atuava com HFC, ocorre um verdadeiro êxodo, os vizinhos comparam, veem que é bom e também trocam. Por isso que eu acredito que quanto mais a Claro adiar, pior será pra ela no futuro, porque a médio-longo prazo a tecnologia HFC será uma verdadeira bomba.

Como você disse, é verdade, a longo prazo o HFC será o novo xDSL. Até hoje, 2020, muitos bairros de quebrada só tem esse tipo de tecnologia pra acessar a internet. Uma vergonha e falta de respeito.

P.S.: Claro que a tecnologia FTTH não faz o trabalho sozinha. Depende muito de provedor pra provedor, tem muitos provedores locais que prestam um serviço porcaria com um atendimento vergonhoso. Pode ser só uma crença minha, mas creio que a fibra de um provedor grande é mais garantida. Entre um pequeno e um grande, eu prefiro o FTTH do grande, como fiz há pouco tempo com a Claro Fibra.

Em termos mercadológicos, eu vejo as grandes comprando provedores menores, porque acho que dificilmente os pequenos teriam a capacidade de se fundirem para virarem players de porte para brigar em escala com as grandes. Os pequenos hoje estão bombando porque as grandes dormiram no ponto por terem mercado consolidado. Só ver o quanto que a Oi cresceu na fibra e com mudança estratégia que não tem 2 anos.

Também acredito que os pequenos serão vendidos.

Com a implementação vergonhosa que tenho visto a Claro e a Vivo fazerem do IPv6 tenho minhas duvidas sobre a qualidade da fibra deles serem melhor, conheço vários provedores pequenos a médio que a qualidade da internet não deixa nada a desejar das grandes, uso internet via radio que costumam falar muito mal e ela funciona melhor que a FHC da claro que usei durante alguns anos quando morava em outra cidade, o mundo tá desbando em chuva e a internet continua firme e forte, acho que esse ano só fiquei sem conexão em 1 ocasião por cerca de 6 horas, e foi por conta de um temporal.
A minha conclusão é que não é porque o provedor é pequeno que a internet vai ser ruim nem porque ele é grande que a internet vai ser boa, só testando pra saber, e o mesmo provedor varia de qualidade de uma cidade pra outra.

Este tópico foi fechado automaticamente 14 dias depois da úlima resposta. Novas respostas não são mais permitidas.