Como lidar com a falta de privacidade em uma casa inteligente?

Galera, tudo certo?

Ainda sou meio “pica-pau” nesse mundo de smart home, IoT, comando por voz e tals, mas tenho muita vontade de comprar um Echo e entupir a casa de sensores pra tudo.

O que me impede, hoje, é a questão de privacidade e do excesso de dados que sou obrigado a oferecer pra Amazon e Google.

Daí queria saber: O que vocês fazem (ou fariam) pra ter uma casa inteligente e conectada e driblar esses aparatos de vigilância em massa? É possível?

Você pode limitar algumas coisas nas privacidade mas não tudo.

Eu particularmente não me incomodo com isso, até porque eu considero que a empresa tem obrigação de prezar pelos meus dsmados.
Principalmente essas gigantes (com a evidente exceção do Facebook, que inclusive tá abandonado desde 2017 lá. Sequer tenho app deles instalado).

No fim se você quer comodidade, vai ter que abrir mão de um pouco de privacidade (mas não pra qualquer empresa).

PS: se você decidir ingressar nisso, considere fazer um SSID separado para IoT caso seu roteador suporte separar eles em redes distintas.

1 Curtida

Na minha opinião esse assunto e questão de escolha… se vc quiser comodidade esqueça a paranoia da privacidade

1 Curtida

Infelizmente dizendo cara, ninguém mais tem “privacidade”… Ou você acha mesmo que não podem estar escutando pelo microfone do seu smartphone o que você fala?

Depois explico melhor o meu ponto…

1 Curtida

Já assistiu Snowden na Netflix? Então…

2 Curtidas

Luta perdida… só tomar mais cuidado com informações mais sensíveis e vamo seguir o barco…

1 Curtida

Agora sim, vamos ao ponto @pierrediniz

Hoje, o “novo negócio” que é a “mina de ouro” são os dados… B.I., Data Mining, e assim vai… Com isso, não dá para dizer que você tem privacidade, pois qualquer site que você acesse (a maioria, ao menos) tem algum rastreador… seja ele o do Google, do Facebook, do Fulano… Sempre tem algum dado sendo coletado de ti, seja voluntariamente ou involuntariamente…

E te digo, por mais que tenham navegadores como o Chrome que vai impedir os cookies de terceiros (ou seja, acredito que quem poderá te rastrear agora será apenas o Google né - pq só os de terceiros que não serão permitidos), eles tem formas de conhecer os seus hábitos apenas analisando o tráfego da rede que você está, e olha que não precisa de muita coisa para conseguir rastrear estes dados, infelizmente…

Então, não espere que você terá privacidade na internet, pois você já não tem, e faz algum tempo já…

E sobre o fato de você estar preocupado com a privacidade com os serviços de assistente do Google ou da Amazon… cara, você já não tem privacidade… você não adianta ficar pilhado que “ah, mas vou ficar sem privacidade!”, pois não tem como você TER privacidade hoje com a tecnologia do jeito que está…

Fico pensando como vai ser na aduana brasileira para ir a Ciudad del Este… vou começar a dar tchauzinho pra câmera quando eu estiver passando por lá… kkkk (quer entender? veja aqui)

2 Curtidas

É nisso que pensei… Como fazer pra limitar os dados que são coletados pro mínimo possível, já que zero é impossível.

Eu sei que, no caso do Google, é possível acessar e excluir o histórico de atividades, o que já é alguma coisa. Pra câmeras, eu restrinjo as conexões ao meu roteador por MAC Address. Não tenho 100% de certeza se isso impediria alguém de me monitorar por elas, por exemplo.

Agora, pro ecossistema da Amazon, não conheço nenhuma ferramenta de gestão de dados do tipo.

1 Curtida

Concordo que privacidade zero é impossível, mas, como falei pro Wardz, minha ideia era fornecer o mínimo de dados e ainda assim ter uma experiência decente.

Na real, meu maior medo é de ter câmeras invadidas, ou alguém controlar meus “smarts” pela casa remotamente, como um filme de terror.

Em casa eu já restrinjo toda conexão por MAC Address (e obviamente não uso admin admin no roteador, hehe), mas fico com receio se isso seria sufiente pra “proteger” uma Smart Home.

1 Curtida

Limitar por Mac address elimina 99.9% da invasão por hackers

Cara… o maior porém seria se alguém acessar a sua conta, seja no Google/Amazon ou então no serviço do produto inteligente em questão… Isso vale desde vulnerabilidades até o acesso por brute force ou algo do tipo… então nesse caso, vale a mesma coisa que os especialistas dizem: não se conecte a serviços de terceiros que não confie e também use uma senha forte e diferente para cada serviço…

Mas cara, eu sei que a privacidade é algo importante, mas você está ficando pilhado com isso… Logo, logo você nem vida mais vai ter pq está preocupado que está sendo vigiado…

Mas enfim, nem sei pq eu estou dizendo isso, mas sabe, é melhor tomar cuidado com isso tbm…

1 Curtida

kkkkkk De boas, acho que é mais aquele medo de gente leiga que temos de coisa nova. Ainda mais com tanta notícia sobre privacidade aparecendo atualmente.

Mas tá tranquilo, não vou vestir meu chapeu de alumínio e me enfiar num bunker… Ainda.

A privacidade na internet não existe. Se você usa celular, email, redes sociais, compras na internet já era. Seus dados estão rodando por ai.
Única opção pra quem quer privacidade, é viver sem as facilidades destes serviços, morar na Amazônia por exemplo.

1 Curtida

Ou no Acre :joy: :joy: :joy:
Brinks!

Privacidade e IoT estão bem separados até o momento.
Quanto aos dados coletados, a Amazon no Echo teve a iniciativa de criar o botão de desligar o microfone do aparelho, e isso é totalmente funcional pois você escolhe o que ela deve ouvir realmente.
De acordo com as análises feitas, o desligamento é físico então realmente é desligado a captação de áudio, sendo um ponto positivo.

Hoje em dia a única empresa que tentou fazer um IoT mais “privativo” foi a Apple com o processamento local de fala, que sabemos que bom… Não deu muito certo.

Enfim, privacidade é um negócio muito complicado nos dias de hoje, mas quanto a segurança do IoT ai sim você tem milhares de métodos para garantir a sua segurança e que somente a empresa que você escolheu tenha acesso aos dados.

1 Curtida

O Google Home Mini e Nest Mini tbm tem esse switch