China proíbe menores de 18 anos de jogar videogame por mais de 3h semanais

Limite para os games mas e o Tik Tok? Kkkkkkkk de nada adianta, vão sair de um e migrar para outro, é igual drogado.

E não que eu seja contra, talvez seja polêmico o que eu vou falar mas na minha visão eu acho que deveria haver uma certa limitação sim, não só com games como com redes sociais, não limitar por horário, mas por quantidade de horas dia, essa limitação chinesa ficou muito agressiva ao meu ver.

De qualquer forma o melhor caminho é sempre conscientização mas vamos ver como isso evolui por lá e se irá dar resultado.

A expressão “um ano pra zerar” nunca fez tanto sentido

Um excelente aditivo para a discussão sobre as liberdades individuais e o Estado paternalista.

Quem deve dar limites a uma criança é pai e mãe, não o estado.
Já existe controle parental nos video games e em algumas empresas de jogos de PC como a blizzard, não tem o porque o estado se meter nisso.

Abrir esse precedente libera o Estado de controlar 100% de sua vida, como ocorre hoje na China. Cada um deve ser livre para tomar suas próprias decisões e consequências.

2 curtidas

Não tem que haver nenhuma limitação. Repito, NENHUMA LIMITAÇÃO.

É incrível como tem gente que gosta de passar pano pra estas coisas da ditadura chinesa… :man_facepalming:t2::man_facepalming:t2::man_facepalming:t2:

Limite para os games mas e o Tik Tok? Kkkkkkkk de nada adianta, vão sair de um e migrar para outro, é igual drogado.

Quanto mais criança no TikTok melhor para eles. Já três lives de criança que vejo pedófilo mostrando pinto, isso só no Brasil. Imagino como deva ser por lá e em outros países. Essa rede é sinistra. Imagino a facilidade que o TikTok tem trazido para conseguir a completa informação de crianças para sequestro e afins.

Não é bem assim que funciona, o estado controla sua vida já, um belo exemplo é com a nicotina, a qual o Estado com o objetivo de diminuir o consumo, aumentou consideravelmente o valor dos impostos sobre produtos com nicotina, eu poderia citar vários outros exemplos…

O caminho ideal é sim a educação, mas se foge do controle o estado tem de intervir sim, esse é o dever dele.

Prejudicou a industria tabagista, incentiva o contrabando, o consumidor final além de viciado agora ficou pobre também. Aonde o Estado se intromete o resultado não costuma ser bom.

Quer mudar o mundo? Promova conscientização, faça boicotes, crie organizações de apoio, etc. Não precisamos ser cuidados por uma entidade “superior” que decide o que é certo ou errado, a Lei Seca nos EUA provou isso no passado.

Eu defendo que o Estado não deveria existir, mas se ele existe, que seja intervindo o mínimo possível em nossas vidas. A liberdade que vem com o livre-arbítrio é a maior dádiva concedia a nossa espécie.

Imagina que legal essa idéia no Brasil. Já estamos cheios de boas idéias vindas dos governos mesmo. Então qual o problema de mais uma? hahaha