Casas Bahia, Americanas e Polishop em recuperação judicial. Elas fazem falta?

Essas empresas (exceto Casas Bahia que está tentando uma recuperação extrajudicial) possuem alguma relevância em nosso varejo físico? Iríamos sentir falta delas? Sinto algumas lojas de verejo brasileiro tão sem importância para o mercado.

O que vocês acham delas?

Eu não sentiria falta da operação física, mas existe uma parcela gigantesca da sociedade que ainda frequenta e compra nessas lojas (tirando a Polishop, que sinto ser mais nichada). Quanto ao comércio digital, seria muito ruim caso elas acabassem.

1 Like

Provavelmente você não sentiria falta, mas o pessoal que trabalha/va nelas sentiria. hahaha

A Americanas faz tempo que decaiu. Casas Bahia e lojas de móveis/eletronicos eu já não visito desde a chegada da Amazon. Polishop nunca foi boa. É um monte de bugiganga que parece legal mas cujo diferencial não compensa o valor extra.

Agora, se o MagaLu falisse… eu ficaria chateado pela Kabum… (apesar que a Kabum tá um porre de procurar coisa por causa de que cada seleção de filtro te joga pro topo da página…)

1 Like

Bom, acredito que Polishop não fará tanta falta quanto as outras duas. Era uma linha de produtos que a maioria você encontrava de excelente qualidade também de outras marcas, vendidas inclusive em lojas como Americanas e Casas Bahia.

Das três, acredito que a Casas Bahia seja a que mais fará falta. Digo não por mim, mas para grande parcela da população em geral.

Americanas, apesar de popular, sempre foi muito forte em vender pequenos itens, coisas que você geralmente encontra em outras lojas muito facilmente: chocolates, artigos para casa, artigos de escritório/papelaria em geral etc. Nem toda loja vende notebook, TV, consoles etc, itens mais caros.

Casas Bahia, além dos produtos a preços populares, oferece também o carnê, que pra muita gente ainda faz uma grande diferença na hora da compra. Pode não fazer para mim, que geralmente compro pela internet e parcelo no cartão de crédito, mas faz para muita gente aqui no país.

O mais lamentável mesmo de tudo são os empregos que serão perdidos.

Hoje em dia talvez não façam tanta falta por causa de outras opções, como Magalu, que cresceu bastante nos últimos anos, e Amazon, que vende de tudo no site e oferece algumas boas promoções, mas se a gente analisar cerca de uns 10 ou 15 anos atrás, o estrago seria muito pior.

1 Like

Com certeza fará falta, saiu um relatório de faturamento e o ML domina o dobro de faturamento do segundo colocado que é a Americanas

Todas essas falindo, ML vai fazer o que quiser, eles já começaram a desenvolver eles mesmo como varejista dentro do próprio ML, e só estão crescendo

Imagina com o monopólio

notei essa tendência deles e me chamou atenção.

1 Like

O varejo emprega muita gente, fariam falta sim

1 Like

Todas Casas Bahia que vejo tem uma vibe bem depressiva

E duvido que eles vão querer ficar só na logística e não querer uma fatia do mercado.

Há muito tempo que o MercadoLivre vende seus próprios produtos. No geral é mais caro que em outras varejistas mas vez ou outra tem uma boa promoção.

Não entendi a Magalu abrir tantas lojas no físico.

Sei lá…