Casa conectada: Por onde começar?

Dando um pouco de contexto: Moro com meus pais e por volta de setembro ou outubro, pretendemos fazer uma grande reforma em casa, onde vamos mexer em praticamente todos os sistemas da casa (elétrico, hidráulico, etc) e gostaria de já “preparar terreno” para IoT e casa conectada. Pensando nisso, por onde começo? Estava querendo já comprar um speaker (Amazon Echo) e lampadas inteligentes, e como não entendo muito disso, minhas pesquisas só me deixaram com mais dúvidas.

2 curtidas

Opa, eu aqui em casa entrei nessa e até agora tá sendo divertido haha
Eu tenho um RaspberryPi rodando um servidor, eu uso o Home Assistant (https://www.home-assistant.io/) e recomendo você dar uma olhada em uns vídeos sobre ele. Com ele eu posso usar diferentes marcas de objetos e ele “traduz” pra funcionar com tudo. Eu uso direto no iOS e Apple Watch e funciona com meus Devices que não seriam compatível.

Sobre o que eu tenho até agora:
As persianas (na verdade a parte de fora que fecha e deixa escuro, Rollers) da sala e quarto são controladas, elas abrem se eu parar o despertador, por exemplo, ou fecham pra ver filme.

Quando eu falo “Movie Time” desce a tela de projeção, liga o projetor e liga a caixa de som também.

Quando eu to agora fazendo Home Office as “persianas” fecham de manhã que bate sol e vai abrindo gradualmente.

Pras “persianas” e pra tela de projeção eu usei um WiFi Relay Shelly 2.5 pra cada ( https://shop.shelly.cloud/shelly-2.5-ce-ul-wifi-smart-home-automation)

Tenho algumas tomadas controladas também, daí comprei um Switch Wi-Fi qualquer em casa de construção, o RaspberryPi faz o serviço de tradução dos protocolos.

Pros aparelhos que são de controle remoto mas não tem WiFi existem uns InfraVermelho Wi-Fi, como esse que eu comprei Smart Life / Tuya APP WiFi Smart IR Wireless Infrared Remote Control TV Air Conditioning SAT Compatible with Alexa Echo Google Home https://www.amazon.de/dp/B07T4HP49P/ref=cm_sw_r_cp_api_i_zKJ3EbDVFVSGW ele envia sinal IR recebendo os comandos por Wi-Fi.

5 curtidas

Que bacana, @vinimaz.

Meu desejo de consumo é ter esse nível de automação numa casa conectada. Há uma limitação de verba, no caso.

Parabéns!

2 curtidas

Por onde começar?

Pela segurança da rede, eu diria. Além de se certificar que o sinal do roteador Wi-fi chegue a todos os dispositivos da casa.

1 curtida

A pergunta é: o que você quer automatizar? Levantado isso aí você vai atrás de soluções compatíveis de acordo com a interface de automação que você escolher (Amazon Alexa, Google Echo…)

O que o pessoal costuma usar mais é o Sonoff, que é um atuador elétrico que se conecta às interfaces de automação via WiFi ou por aplicativo no smartphone.

3 curtidas

Boa pergunta. Estava pensando principalmente em 4 coisas simples:

  1. Tomadas inteligentes: É comum alguém aqui de casa sair e deixar algo ligado, e eu quero criar rotinas para isso, tipo, desligar tomada X depois que o aparelho Y ficou inativo por 15 minutos.
  2. Lâmpadas inteligentes: Pelo mesmo motivo das tomadas, além que queria algo parecido com as persianas que o @vinimaz automatizou, mas com as lâmpadas.
  3. Controle universal: Para controlar as TVs, já que os controles remotos aqui em casa direto somem/estragam, e o futuro ar-condicionado que vou colocar.
  4. Kit segurança: Esse “kit” seria um combo de sensores de abertura, fechadura inteligente e monitoramento por câmera para complementar o CFTV.

Tudo controlada pela Alexa, que me parece ser a assistente mais versátil do mercado em PT-BR. O que eu quero hoje pode ser trivial, mas futuramente, quando o orçamento permitir, quero pôr mais coisas.

Hoje o sinal Wi-fi chega em toda a casa, mas via repetidores. O que acha de um sistema mesh? Compensaria o investimento?

1 curtida
  • Sonoff pra automação de tomadas e lâmpadas.

  • Logitech Harmony pra controle remoto universal.

  • Segurança eu daria uma olhada em soluções da Intelbras. Eles tem equipamentos que “conversam” entre si e atendem todas essas necessidades. Mas daí essa “turma” ainda fica de fora do Alexa. Fechadura tem digitais da Yale compatíveis com Alexa.

  • Rede: pra toda essa automação eu iria em algo mais parrudo como um AP Ubiquiti com roteador Mikrotik. Mesh a única vantagem é poder acrescentar mais repetidores sem precisar fazer nenhum tipo de configuração extra. Mas em questão de robustez e estabilidade não sei se a tecnologia atenderia. E cabearia tudo o que fosse possível.

5 curtidas

Amazon echo dot tem um som bem legal, a Alexa faz bastante coisa e tem as skills que são apps de terceiros integrados, nessas skills você vai conectar suas lâmpadas e outros dispositivos. A assinatura do prime te da acesso a músicas por 9,90, mas tem a skill do spotify também. Só com isso você já tem um dispositivo de audio com custo baixo, funciona bem, e como controlador de dispositivos Iot também, mas se for comprar dispositivos sempre verifique se é compatível com o assistente. Pode começar com o echo dot depois ir comprando outras coisas. Eu começaria pelo assistente já da pra ir aproveitando, depois uma lampada ou tomada inteligente sonoff… Por aí vai.

1 curtida

Recomendo usar kits Zigbee pra não lotar seu roteador com dezenas de IoTs.

A maioria dos kits Zigbee usam a plataforma da Tuya, e com isso você vai poder gerenciar tudo num único app (Smart Life) e vai precisar conectar só o controlador Zigbee no roteador, mesmo se forem de marcas diferentes - a Positivo, por exemplo, usa plataforma Tuya, assim como os novos kits da Multilaser. Além disso, mesmo se ficar sem Internet, eles continuaram funcionando, mas o principal ganho é que eles são instantâneos.

Sobre os itens que você quer automatizar:

  1. Você pode usar um sonoff mini, ele vai transformar a tomada burra numa smart. Tomadas de parede inteligentes ainda são raras, e não gosto de usar um benjamim inteligente;

  2. Evite usar lâmpadas inteligentes. Não que sejam ruins, são ótimas, mas elas têm o inconveniente de se alguém desligar o interruptor, você não vai conseguir ligá-la. :man_shrugging:
    Dê preferência para interruptores de parede inteligente. 99% deles são touch e necessitam do neutro, mas a ZemiSmart lançou um que só precisa da fase e retorno e um modelo igual, mas com botão físico;

  3. Eu costumava usar o BroadLink, mas ultimamente ele tá caindo a conexão e a empresa não sabe mais o que quer da vida, a começar pela marca: não sabem se chamam BroadLink, ou broacon. E eles fizeram a imensa burrice de regionalizar o controle IR. Se o vendedor te enviar a versão IR por acidente, não vai funcionar aqui, e pra trocar é um inferno considerando nosso correio ruim.
    Prefira o Orvibo da Livolo ou algum Zigbee que use a plataforma Tuya;

  4. Qualquer um que use a plataforma Tuya vai te atender. A bateria de todos eles dura 1 ano e, como mencionei mais acima, eles são instantâneos e independentes de Wi-Fi. São os melhores e mais seguros que você vai ter.

:wink::+1:

1 curtida

Qual persiana que você usa?

A questão do mesh vai muito alem de adicionar portos, é os roteadores gerenciarem em que AP tu tá conecta em vez do celular fazer isso, já que o celular não faz isso direto, não troca de AP de forma suave enquanto tu caminha pela casa.

Do ponto de vista da infraestrutura básica (já que os dispositivos vão ser comprados com o tempo e são até fáceis de serem trocados depois), é ter uma rede cabeada que ligue todos os cômodos da casa, com capacidade nos dutos para pelo menos 4 cabos UTP, esses cabos podem ser usados tanto para rede como para ligar dispositivos variados (protocolo rs485, serial, até um simples botão), e caixas de tomada maiores, daquelas 4x4 no lugar das 4x2, assim consegue embutir dentro da tomada os dispositivos IOT. Recomendo o quadro geral elétrico (quadro de disjuntores) também receber um ponto de rede, monitoramento em tempo real do consumo elétrico é algo interessante.
Isso deve deixar a tua casa pronta para qualquer tipo de automação que venha a instalar no futuro.

2 curtidas

Ela não é bem uma persiana, em inglês é Roller, ela vai por fora pra escurecer, sabe? E daí elas já era motorizadas aqui em casa quando mudei, eu só abri a caixa do interruptor e coloquei uns Relés WiFi (Shelly 2.5)

Uma foto da minha

1 curtida

Sei que muitos vão criticar, mas, direi: começar ter uma casa conectada e inteligente para aqueles menos endinheirados é com a Positivo Casa Conectada(não estou a fazer propaganda, apenas recomendação). Por exemplo, tem câmeras, lâmpadas e tomadas inteligentes com assistente virtual Google Assistant e Alexa(salvo engano meu)!! O que acham???

Muito bom pessoal. Estou aprendendo muito, mas me surgiu uma dúvida: meu pai já fez um pré-contrato com a mão de obra para a reforma e ele negociou com os tradicionais “pedreiros” e não uma firma ou empreiteira. E apesar de serem bem competentes (conheço 2 casas que eles construíram e são muito boas), pelo que vocês me disseram/indicaram, não sei se eles vão saber implantar toda a infra para minha ideia de casa conectada. Vocês acham que devo procurar alguma empresa especializada? Se sim, quanto acham que ficaria o projeto?

Ah, você é outro padrão, nem no Huezil mora kkk

Tou terminando de construir minha casa e quero colocar as persianas “Black out” motorizadas pra controlar com a Alexa.

Não tem como chutar um preço. Varia de região, mão de obra necessária, tamanho da empreitada, materiais usados, se vai ser um escritório pequeno ou grande que vai realizar o projeto, até chegar no pessoal que vai por a mão na massa de fato.

• Casa conectada ainda não é algo acessível e de conhecimento de todos. A construção no Brasil ainda é meia rústica. Poucas são as pessoas que tem condições de contratar um escritório que vai cuidar de tudo. Na maioria das vezes você chama aquele pedreiro de confiança e ele faz um reparo aqui outro lá.

Smart home lida muito com a parte elétrica, então se a tua intenção é de fato fazer algo complexo, opte por uma equipe profissional que tenha expertise na área de casa conectada.

•É importante você checar com a sua provedora de internet se eles estão preparados para de ter todo o suporte para vai precisar. Lembrando tbm que é sempre bom optar por acessórios conectados de boa procedência, preferencialmente com suporte técnico ativo no Brasil.

1 curtida

Uma coisa que da pra brincar em projeto novo é com espelhos de tomada, USB, Rj45 pra rece cabeada. Tem que pensar nos pontos práticos para colocar energia e comunicação, mas olha que interessante:

Deve ter com USB-C, e smartswitches touch, para acionar as lambadas comuns também.

Mais um:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1264356958-light-light-switch-dimmer-3-way-wall-wifi-lamp-ledsmart-_JM?quantity=1#position=4&type=item&tracking_id=446055fe-e254-4b3c-b93c-1c0dae30501a

2 curtidas

A questão aqui é automação e não como vai ser o trânsito dos celulares entre repetidores. Até porque na automação nenhum dispositivo vai transitar pela casa. A minha recomendação pelas marcas é pra se ter uma rede Wi-Fi robusta e (quase) à prova de falhas e que suporte sem problemas dezenas de dispositivos sem ter instabilidade.

1 curtida

Eu particularmente prefiro uma solução Zigbee do que uma Wi-Fi.

Os IoTs Zigbee são controlados por um hub gateway que serve como “servidor” entre o IoT e o celular/comando de voz, ao invés de fazer todo aquele caminho num servidor lá do outro lado do mundo até chegar em casa.

A principal vantagem do Zigbee é que você só vai precisar conectar o hub ao roteador, e o hub Zigbee que lute pra controlar todos os IoTs.

Além disso, todos os comandos são instantâneos, o que é crucial pra IoTs voltados para home security.

1 curtida

É isso!! Aproveita que vai ter quebra-quebra e pensa SOMENTE nisso. Essa é a pior parte e o resto você contorna facilmente

1 curtida