Cadê o Android 10 para o Nokia C2?

Além de errar na estratégia de lançamento e na composição de seus aparelhos, até mesmo no ponto onde a imprensa vem elogiando a Nokia, a HMD Global parece estar vacilando.

Há indícios de que a família Nokia C está sendo tratado de forma diferente da família principal de aparelhos no que diz respeito a atualizações do Android.

Nenhum Nokia C apareceu no cronograma oficial da Nokia para o Android 10.
517239
E, até o momento, nenhum Nokia C apareceu no cronograma oficial da Nokia para o Android 11:


É a situação do Nokia C2, lançado no Brasil sem alarde, mas tão sem alarde, que você não vai encontrar nenhum vídeo brasileiro de hands-on ou review dos grandes sites de tecnologia, e mesmo nas notícias, a maioria dos sites só o mencionou na mesma notícia do lançamento do Nokia 5.3.
E mesmo lançado em Novembro de 2020, ele veio de fábrica com o Android 9, sem perspectivas de que receberá o Android 10 algum dia, estando portanto, na mesma situação do LG K8+, Positivo Twist SE, Multilaser E Lite, Multilaser E, Multilaser F e Multilaser F Pro, lançados meses antes.

Isso contradiz totalmente a fama de referência em atualizações do Android que a imprensa vem alardeando, e a própria HMD Global ressaltando:

“Mas o Nokia C2 é aparelho de entrada” O Nokia 1 também é, mas recebeu o Android 9 e o Android 10. E o Nokia 1 Plus recebeu o Android 10 e está no cronograma para receber o Android 11.

E a HMD Global parece não fazer questão de se manifestar sobre o assunto, como se o aparelho não existisse.

O que vocês acham?

2 curtidas

C2 tem 1gb de ram e foi lançado esse ano, então é um aparelho low end^5 e não vai receber muitas atenção ou prioridade nos update.
Um aparelho com 1GB de RAM em 2020 é como se não existisse mesmo… Hahaha (quem diabos lança um aparelho com 1GB de RAM em 2020?!)

1 curtida

Ele usa Android GO, ou a versão normal ?

Go. Mesmo assim, 1GB é triste.
1GB de Memória RAM nem é tão cara. Sério… deve aumentar o custo em 2~3 dólares… (é óbvio que o pessoal não vai colocar RAM de altissimo desempenho em smartphone de entrada… então porque não colocar 2~4GB um pouco mais lento?)

Ps.: O C2 tem um SoC mais lento que um Snapdragon 210… dava pra enfiar DDR1 (se fosse compatível) que não faria diferença…
Se bem que é um smartphone de 700 reais (630 em algumas lojas)… (triste pensar que à um ano e pouco eu paguei 750 reais num Redmi 7…)

Nokia 1 plus tem 1GB de ram também e recebeu um update de versão.

Talvez a Nokia reserve os esforços de atualização só pras linhas que começam com número e nenhuma linha com letra no nome recebe atualização. Sei lá.

1 curtida

O Nokia 1 era de uma época onde 1GB era mais razoavel… claro que bem longe do ideal.

O Nokia 1 Plus foi lançado em 2019 (um ano antes do C2) com Android 9 e recebeu update pro 10.

Uma das diferenças entre o 1 Plus e o C2 é o SoC, que no 1 Plus usa um Mediakek de 1.5GHz enquanto o C2 é um Unisoc de 1.4GHz. Talvez esse 0.1GHz que permita o Android 10 rodar. :man_shrugging:

Tu disse Nokia 1. Não 1 Plus. O Nokia 1 Plus foi o Galaxy Y de 2019. hahaha

Dá uma olhada no desempenho do C2… Sérião. o 1 Plus é cerca de 50% mais rápido… (Unisoc é triste… já nem reclamo mais de mediatek)

Eu escrevi Nokia 1 Plus.

O Nokia 1 foi lançado em 2018 com 1GB também com um Mediatreco pior ainda, de 1.1GHz, mas parece que recebeu o Android 9.

Então, pelo que já ouvi dizer, quem libera a atualização do Android GO não é a fabricante, mas a Google em si. Tanto que quem escolhe o hardware é a Google, a fabricante apenas monta o projeto com as combinações possíveis de hardware certificados pela Google, para funcionar com o GO.

Yep. Relendo eu vi isso.

O problema é o seguinte. Não existe um bom motivo para celular com 1GB de RAM existir. Já temos 16GB/chip por um preço decente… o que faz colocar 2GB muito mais caro que 1GB? Vai custar USD 2 a mais? Sério… quem vai morrer por USD2?

Google é sado-masoquista… só pode.

Fico imaginando o que a empresa tinha de opções para escolher essas.

Android Go pode ter 2GB de Ram? acho que não, acho que no momento da homologação desse celular era 1,5G, e embarcar um android normal nesse SoC é impossível.

O máximo de RAM permitido é 2GB. (2GB ou menos, ou seja, inclui 2GB)

Mas essa política é de 2020.

Antes disso o limite máximo era mais baixo.

2 curtidas

O C2 é de Março de 2020. Só náo sei quando eles passaram à permitir 2GB… mas de qualquer jeito, 1GB, em 2020, é MUITO pouco mesmo pro Go.

Ele foi lançado em março de 2020, o projeto deve ter sido homologado lá pelo meio ou final de 2019.

Depois do lançamento do Android 10, é a vez do Google anunciar o Android 10 Versão Go . Voltado para smartphones de entrada, que possuam no máximo 1,5 GB de RAM, o novo sistema operacional ganhou recursos como criptografia de dados e aplicativos atualizados, com direito a um Google Go que lê textos em voz alta.

fonte: Android 10 Go traz segurança e velocidade para celulares com até 1,5 GB de RAM – Aplicativos e Software – Tecnoblog

Mancada da google não ter liberado Android go com 2GB de ram já lá em 2019, e imagino que fazer um celular com um valor quebrado assim de RAM seja mais complicado.

O mais triste e que essas bombas com SoCs capengas e pouquissima RAM ainda vão existir no Brasil por um longo loooongo tempo…

1 curtida

E o Nokia 1 Plus está no cronograma para receber o Android 11, como está na imagem que eu coloquei.
Mas duvido que o problema do Nokia C2 seja o chipset.

Que eu saiba, isso só vale para o programa Android One.
Para o Android Go, até onde eu entendo, a Google nem se envolve muito com os projetos das OEMs.
Só atendendo ao requisito máximo já está valendo.
Então o mérito do suporte dos aparelhos é todo da fabricante.

O Nokia 1 também recebeu o Android 10: