Apple, Facebook e Google estão na mira de processos antitruste; entenda os motivos