Apple é multada em R$ 10 milhões; iPhone sem carregador é um dos motivos

Originally published at: Apple é multada em R$ 10 milhões; iPhone sem carregador é um dos motivos | Brasil | Tecnoblog

O Procon-SP multou a Apple por praticar publicidade enganosa, vender iPhone sem o carregador e por impor cláusulas abusivas

Apple recebe uns processos assim e sequer liga pra dar alguma contra-medida.
Por outro lado, ela fica igual cachorro irritado quando é pra processar marcas usando fruta como logotipo.

Apple. ®

9 curtidas

Não vai pagar e vai ficar por isso mesmo. Next.

2 curtidas

Duvido o garoto de calça apertada deixar passar, ainda mais no cenário atual de baixa econômica.

Que piada. 1.82m USD. devem ter feito isso em 5 minutos de AppStore…

assunto complicado, a apple como empresa privada pode vender como ela quiser e compra quem quer … porem no brasil ela vende pelo valor mais absurdo do mundo e acho que é inaceitavel tirar carregador em um lugar onde ela vende mais caro e de proposito…

Se a Apple recorrer judicialmente ela ganha.

  1. O que o Procon fez para punir outras marcas que também não incluem carregador?

  2. Só retardado acha que o iPhone é a prova d’água, em todo material de divulgação nada foi dito sobre mergulhar o celular em água por vários minutos.

  3. A Apple não descumpre lei local alguma de garantia. Esse é literalmente o primeiro parágrafo dos termos de garantia limitada… basicamente é assim: “ignore qualquer coisa escrita aqui que restrinja ou diminua seu direito garantido pelas leis do seu país” – apple(ponto)com/br/legal/warranty/products/ios-warranty-brazilian-portuguese.html – e ainda tem um suporte ativo (e que funciona e te atende em minutos!)

2 curtidas

Bem feito. :partying_face:

Agora podem processar a samsung tbm, ainda q os carregadores sejam mto mais acessíveis

A Samsung concordo em fornecer o carregador para quem pedisse, por isso não foi processada. Está na matéria.

Falha minha

Na pré venda. Assim como a iplace fez e não precisou de acordo com Procon nenhum.

Sobre o carregador, não vai dar em nada. Não existe lei ou norma que obrigue a marca a mandar o carregador. Nem o fato de não diminuir o preço não se aplica. Preços de celulares não são regulados, ela pode cobrar o quanto quiser.

Agora sobre a resistência a água não vai ter pra onde correr não. Ela divulga que o aparelho suporta mergulho até um metro por meia hora. Se por um acaso de problema, ela tem que dar garantia ou tá com propaganda enganosa.

Procon é um órgão do judiciário, não tem nada a ver com o executivo.

A Apple deveria retirar o iPhone do mercado brasileiro por insegurança jurídica. Quem define a estratégia de mercado é a empresa e não o Procon. Mercado brasileiro é irrelevante.

Mas a Apple do Brasil negou esse mesmo acordo. Novamente, está na matéria.

Procon não tem poder Judiciário, é um órgão administrativo, como a Anatel.

:rofl:Disse o Presidente Executivo da Apple Brasil. Se não fosse relevante um país onde ela cansa de vender celulares com preços de carros usados ou motos 0km, ela já tinha pulado fora.

EDIT: Lembre-se do que o @higa sempre diz: “As empresas não são suas amigas”. Elas querem é lucrar. Se já se aproveitam com a existência do CDC, imagina se ele não existisse.

1 curtida

Eu não disse que ele tinha o poder judiciário, disse que ele faz parte do poder judiciário, logo o chefe do executivo (Dória no caso) não tem poder algum sobre o órgão.