Apple adia recurso que examina fotos no iPhone para combater abuso infantil

Eu até falei lá atrás que pela reação contra a medida, a Apple ficou entre as cordas e iria adiar, e nunca mais falar no “recurso”. Da forma que foi implementado, no aparelho, o recurso é uma verdadeira aberração à privacidade! Além do sepultamento do recurso, espero que a Apple logo mais a frente demita Craig Federighi, que definitivamente só agravou a crise respondendo a preocupação dos especialistas por meio de um FAQ, que não convenceu nem consumidores.

A estrada para o inferno é pavimentada por boas intenções.

Só acredita nesse papinho de “combater abuso infantil” quem nasceu ONTEM. rs

Essa ainda é aquela mesma Apple que se recusou a entregar a chave criptográfica para o FBI para investigar o aparelho de um terrorista? Será que na cabeça dos executivos da Apple os abusadores de crianças são um mal maior para a sociedade do que os terroristas? Qual o critério eles estão utilizando para combater uma coisa e não ajudar o FBI para combater outra coisa?

OU… OU… OU será que esse papinho de “combater abuso infantil” é só um pretexto para bisbilhotar as fotos e conversas dos seus clientes e depois explorar isso comercialmente?

Escolha entre incoerência x mentira deslavada Dona Apple. Hehehe