Apple A12Z é mais rápido em emulação que Surface Pro X em modo nativo

Originally published at: https://tecnoblog.net/348869/apple-a12z-e-mais-rapido-em-emulacao-que-surface-pro-x-em-modo-nativo/

Mac Mini com A12Z é ponte para processadores Apple Silicon; Rosetta (emulação x86) é mais rápido que PC da Microsoft em ARM

1 Curtida

Não me surpreende. É bola cantada que os processadores ARM da Apple são os mais performáticos nas aplicações básicas de computação pessoal.

4 Curtidas

“pretend to be surprised”

1 Curtida

Quero nem ver os computadores Apple com processador que bate i5, com preços que batem Threadripper…

3 Curtidas

Pessoal do Tecnoblog, ajude a fazer a internet um mundo melhor, “Apple A12z melhor que Surface Pro X” Apple A12z é o que? Surface Pro X é o que?

Tá ai uma coisa boa: competição. Antes o Surface não tinha nada tão bom para compara-lo e agora tem e ainda é melhor que ele. Logo, a MS e Qualcomm terão que correr a atrás e melhorar seus produtos. Agora estou curioso pra ver quais serão as especificações do próximo Surface Pro X e quais as melhorias na virtualização x86-64 do Windows 10(X)

Tá na matéria.

Com certeza está Sherlock Holmes.

A questão é o desespero da comparação “A12z x Surface Pro X”, só faz sentido na cabeça de doido.

Esse povo se esforça pra criar títulos inúteis para matérias.

Eu posso ter entendido errado, mas existe uma diferença fundamental na forma como a MS lida com a emulação x86_arm e a forma como a Apple a trata.
Eu acho que a tradução da microsoft é em tempo de execução, ou seja, o código x86 é traduzido para arm durante a execução da aplicação enquanto que na Apple a tradução é feita durante a instalação do programa.
Caso este seja mesmo o caso, a abordagem da Apple seria mesmo melhor pois os programas teriam melhor desempenho, uma vez que eles já foram pré-traduzidos para Arm e estariam rodando de uma forma quase que nativa.
Contudo, não indicaria também que não haveria muitos ganhos de performance entre os programas rodando código arm nativo, ou seja, programas compilados para arm não teriam tanta discrepância (apenas a já existente entre os processadores, uma vez que, os processadores da Apple são bem mais potentes que os processadores da Qualcomm).
Explico: se a técnica de tradução da Apple for mais eficiente que a empregada pela MS, significaria que os programas x86 rodariam com uma performance próximo da de uma aplicação rodando código nativo. Logo o Geekbench em ARM não teria números muito melhores que o Geekbench em x86 traduzido.
É uma suposição interessante.
Entretanto, temos que lembrar que, mesmo que isto seja verdade, o processador usado pela Apple é um A12Z (apenas uma modificação do A12X lançado a 2 anos atrás), o que significa que um possível A14X ou até mesmo um A14Z (ou seja lá como eles queiram chamar) terá muito mais desempenho que esse SQ1 (que é uma versão modificada do Snapdragon 8cx).
Agora que a Qualcomm está dois anos atrás da Apple não é segredo para ninguém…
Por fim, até sair esses novos computadores da Apple, já terá sido também o Surface Pro X 2(?) com um processador (SQ2?) também mais forte.

1 Curtida

Que que tem de básico em editar três linhas de tempo de video em 4k? Pois é, o iPad pro consegue.

O Rosetta 2 está traduzindo binários, ou seja instruções x86 para ARM. Isso é bem diferente de compilar um código em C/C++ direto para ARM, esse cenário é muito mais otimizado do que traduzir instruções de um a arquitetura para outra.

Este tópico foi automaticamente fechado após 92 dias. Novas respostas não são mais permitidas.