Antiga Multilaser vai fabricar celulares da Oppo no Brasil

1 curtida

Sinceramente, não vejo sem os tops de linha no Brasil, a empresa despontando nas vendas, e explico: sei que muitos dizem que o que vende é o segmento intermediário, e é vdd, mas assim como no caso das montadoras automotivas, existe o “carro de imagem”, que mostra a capacidade da marca, mesmo que venda os modelos mais baratos (exemplo prático,a BYD trouxe primeiro ao Brasil o BYD Tan e BYD Han, mostrando a qualidade da marca, pra agr venderem Dolphin e Song Plus), no mercado de celular, acho que ocorre algo parecido; muita gente recorre a linhas intermediarias de marcas como Samsung, Motorola ou Xiaomi, por ver as qualidades das linhas Premium (unica excessão é a Apple).
Então acho difícil emplacar no mar de intermediários a venda no Brasil, uma marca nova que ngm tem “referência da qualidade” (como um top de linha de imagem aqui no Brasil).


Obs.: sei que muitos aqui no Tecnoblog conhecem a Oppo por acompanhar o mercado mobile, mas somos uma bolha, me refiro ao público em geral, o famoso “público do sofá”!

12 curtidas

Se a Nokia não conseguiu aguçar a memória afetiva do brasileiro, dificilmente a Oppo vai mudar isso para a Multi. Nas entrelinhas da entrevista do Thássius, deu a entender que o hardware da Nokia estava muito aquém do que o consumidor brasileiro exige, e isso seria um dos motivos de não terem dado continuidade na parceria.
Em design, que telefone horroroso. Esse buraco traseiro agrupando duas câmeras (ou câmera+flash), somado a essa cor de calça jeans lavada de camelô, é pra se esconder no bueiro e só sair de lá na volta de Jesus.
De 0 a 100 a nota é dó.

4 curtidas

Mais uma empresa iludida.

3 curtidas

Me parece que para esse publico(Não compra,ou usa Samsung e Iphone),a Motorola ja domina perfeitamente esse mercado.

2 curtidas

citado em outras noticias/site:

  • Oppo A58: Mediatek MT6769 Helio G85 (12nm), 8/256Gb, R$ 1.599,00
  • Oppo A79: Mediatek Dimensity 6020 (7 nm), 8/256Gb, R$ 2.499,00
5 curtidas

Maravilha ter mais uma empresa vendendo produtos aqui mas essa ligação com a Multi me deixa com uma dúvida sobre a operação.

3 curtidas

Uma empresa com nome pouco conhecido no mercado brasileiro, tem de vim com preço muito agressivo pra conquistar mercado, quem vai deixar de comprar um Samsung por uma diferença de peço de até 10%?

2 curtidas

A Oppo já não estava no Brasil?

Acabou meu hype.
Que sucumba no meio da Samsung, Motorola e Apple.
1689362409888

1 curtida

O Dimensity 6020 até vai, é relativamente recente, agora pleno 2024 e ainda tentam empurrar esse Helio G85? Já deu né…

Esses preços terão que baixar e muito se quiserem competir. Há opções melhores e mais baratas da Samsung, Motorola e da Xiaomi por aqui, marcas que já possuem muito mais apelo.

A Positivo está tentando a muito custo emplacar os Infinix aqui, e olha que eles trabalham muito melhor que a Multi (não quer dizer que seja bom também, é apenas melhor).

1 curtida

Eu acho que essa estratégia chama a atenção quando já é uma marca conhecida, mas acredito que o que fará vender mesmo são aqueles aparelhos CxB imbatíveis. A Xiaomi no Brasil quase não tem presença nos tops de linha, e as pessoas aqui geralmente nem conhecem a linha top da Xiaomi, mas os Redmi (Note, principalmente) logo caíram no gosto popular por entregar tudo o que um usuário médio brasileiro busca: um telefone com boa configuração, que não trava nem fica lento, e que possui boas câmeras. Os aparelhos da linha Redmi são, com algumas exceções, muito bem balanceados para o que o brasileiro médio busca.

A Realme também tem conseguido chamar alguma atenção graças aos aparelhos que possuem CxB, na mesma linha dos Redmi. Os aparelhos que já possuem uma abordagem como a da Poco, focados mais em desempenho e não tanto em câmeras, não conseguem ter tanta visibilidade por aqui no público mais mainstream, chamando mais a atenção de quem busca um aparelho para jogos.

Ou seja, não necessariamente isso quer dizer que são os aparelhos muito baratinhos, mas sim aqueles que as pessoas percebem que estão levando um ótimo produto por um preço muito bom.

Agora lançarem um aparelho por R$ 1,5 mil que nem 5G possui em pleno ano de 2024, com chipset de 4 anos atrás… Depois vai a Multi(laser) chorar de novo que foi uma parceria que não deu certo.

1 curtida

Eterna multilixo!
Não compro nada dessa empresa golpista, vende porcarias piores do que as piores porcarias chinesas e ainda nega a garantia quando a porcaria deixa de funcionar com pouco mais de 30 dias de uso!

Devem estar vindo pra cá os aparelhos através da Multi que os chineses não querem mais, rejeito. Vão tentar meter um marketing pra enganar o povão.

E esse finalzinho aí roubado da Pablly? Hahahaha
Concordo bastante do comentário.

esse A58 não tem explicação. Poderiam ter lançado o A59 (Dimensity 6020) ou pré-venda do A60 (Snapdragon 680) divulgado esses dias no Vietnã, e ter feito alguma promoção (os primeiros 1.000 tem desconto de X reais, ganhe voucher de X reais para usar no site da Multi, etc)

Cara, com a Multilaser consegue esses contratos? MDS me ensina.

para dar certo, vão ter gastar uma boa grana com marketing e publicidade, se não, vai ficar igual a nokia/hdm e ficar dependendo do boca a boca e que pode demorar bastante para ter mercado, até hoje tem pessoas que nem sabe que a nokia estava vendendo celular.

o design é o design padrão de telefone chinês de celular intermediário e entrada, redmi e motorola são iguais

1 curtida