Alguém aqui substituiu o computador pelo iPad?

Tenho um iPad 2018 128 giga com um teclado da logitech e eu consegui substituir totalmente o computador em praticamente todos os meus usos. A única coisa que faço num computador é utilizá-lo como HD externo para o meu iPad

3 Curtidas

Eu já tive alguns iPads e sempre acabo vendendo eles.
Tenho acompanhando a evolução do iPad OS, e agora com a questão do mouse e o novo teclado-fortuna da Apple.

Meu sonho é conseguir fazer essa troca… :heart_eyes:
Queria comprar ele pra estudar E usar para todo o resto. Comprar só para estuda não quero por tanta grana no caderno digital.
Mas como tenho estudado programação, sempre procuro no YouTube para ver como está o cenário. Python até tem algumas coisas. JavaScript, não acho nada. :pensive:
Ai ponho a idéia de lado de novo.

E não tem Stremio ( ͡° ͜ʖ ͡°)

1 Curtida

Não consegui, ainda. Mas acho que será possível em no máximo dois anos.

4 Curtidas

Eu tenho usado tablet pra tudo há 3 anos.

Só recentemente consigo editar vídeo de forma decente, já que adquiri um Samsung Tab A.

De vez em quando eu mexo no iPad do meu tio, e sinto que ele está no ponto pra consumo e produção.

Eu tô pensando em pegar um iPad mais pra frente porque os apps nele são muito melhor construídos, e edição de imagem e vídeos nele são muito mais fluidos.

Exatamente, cara. Pra estudar é uma maravilha! O problema é isso que você falou… para cursos ou estudos mais específicos, há falta desses apps na appstore… eu não imagino que seja uma escolha ainda possível pra programadores, mas no meu caso, tem tudo e mais um pouco

1 Curtida

Eu tive alguns requisitos bem claros pra fazer essa troca. E vi como é o meu uso. Eu não ligo nem um pouco pra programação, mas aplicativos de organização e produtividade me interessam MUITO.
O iPad normal pra mim pareceu uma excelente escolha porque cabe no meu orçamento, tem tela muito melhor que praticamente qualquer laptop nessa faixa de preço, não trava, é compacto e bateria dura muito.
Porém, nem tudo são flores:

  • O maior problema do iPad para mim ainda são apps específicos de sincronização de artigos científicos, o Mendeley, que é um indexador destes, ainda é bastante capado e não oferece integração nenhuma nem com a suite office nem com os apps de produtividade da apple (coisa que facilitaria MUITO quando preciso escrever algum tipo de artigo).
    A solução pra mim ainda parece meio gambiarra: uso o docs pelo safari mesmo e um plugin pra jogar os artigos científicos pra ir linkando eles no documento.
1 Curtida

Igualmente, cara! Antes do iPad, eu usava um galaxy tab pro 8.4 com o sistema operacional custom. Ele funcionava bastante bem até que um dia a bateria deu problema e, por ser um gadget de 2014, não rolava de achar uma bateria original. Comprei uma dessas aí de “primeira linha”. Com isso, os problemas foram se intensificando, ele foi ficando lento do nada, até não ligar mais.
Quando ele morreu, eu comprei um laptop da samsung desses de entrada, mas com desempenho razoavelmente bom. Era um core i3, um ssd baratinho e bom que coloquei no lugar do HD lento que veio. O problema foi a bateria e a tela. Eu sentia falta de bateria de tablet, que durasse o dia todo e de uma tela que fosse tão boa quanto a do meu tab pro. Nesses requisitos, encontrei o iPad normal, que, embora tivesse uma tela menos boa que a do meu tab pro, ainda era boa o suficiente e que tinha uma bateria e um OS mais robusto. Vendi esse laptop e peguei o iPad.

1 Curtida

se não trabalhasse com desenvolvimento faria tranquilamente essa troca, uso um Galaxy Tab de 10" como segunda tela e é muito melhor pra consumo de PDFs que qualquer notebook comum

único contra que vejo é que essas capas-teclado eram meio desconfortáveis pra usar no colo, não sei se as mais recentes do iPad já são melhores

Eu uso uma da logitech conforme primeiro post, ela é boa pra digitar no colo e a vantagem é que a bateria dura uns 2 anos. Eu nunca digito no colo, mas fazendo aqui eu até que consegui.

E exatamente isso, tela de tablet é muito melhor que qualquer tela de notebook da mesma faixa de preço. E como eu leio MUITO pelo computador, acho que fez sentido a substituição

1 Curtida

Sou meio do contra, eu acho, porque migrei do Windows pro macOS depois de, sei lá, 30 anos de plataforma. Poderia ter migrado direto para um iPad, mas ainda não vejo como substituto de um bom laptop na minha área de atuação.

Mas gosto dessa perspectiva. Não sei qual o caminho que a Apple irá tomar, se eles vão deixar o macOS definhar, ou se vão investir numa fusão do iPadOS com o macOS, mas uma hora acredito que não teremos mais MacBooks.

1 Curtida

Eu tava pensando exatamente nisso esses dias. Assim, é óbvio que se uma empresa lança um produto fechado como o iPad, o lucro proporcional pelo aparelho deve ser maior que vendendo um macbook.
Porém eu não consigo ver a apple pensando numa mescla total entre um iPadOS e macOS em um futuro próximo… eu acredito apenas que o iPad OS tem a plena capacidade de ser o de fato uma escolha para a maioria das pessoas por aqueles requisitos mencionados: o iPad mais barato dá pra encontrar em um bom preço na olx e ganha em performance, tela e bateria de qualquer computador na mesma faixa de preço. Agora o pro? Não tenho a mínima idéia desse futuro ainda.

1 Curtida

É, não sei. Talvez uma versão mais parruda do iPad Pro consiga atender ao público das versões mais caras do MBP no longo prazo. Por hora o que tem sido dito é que os MacBook irão migrar para arquitetura ARM, e pra mim não faz sentido que coexistam o macOS e o iPadOS baseados em ARM, sendo desenvolvidos em paralelo. E o que vejo na prática são atualizações incrementais. Já passei do HS pro Mojave e agora pro Catalina, sem mudanças significativas.

1 Curtida

Acho que é comparação meio tosca ou sei lá: da mesma maneira que existem audis e volkswagens com o mesmo motor, iPadOS e macOS com o mesmo “motor” até que faz certo sentido. Afinal, um iPad pro ainda sai mais barato que um macbook pro parrudão. Seria um jetta vs um audi a3.

Meu caro, você não pode comparar a fabricação de carros com desenvolvimento de software. São produtos muito diferentes. Se é verdade que faz sentido que haja compartilhamento de plataformas na indústria automotiva, não necessariamente o mesmo fará sentido no desenvolvimento de sistemas operacionais inteiros.

Jetta e Audi A3 compartilham a plataforma MQB da VWAG, e vão além. Compartilham motores, caixas de câmbio, subsistemas e componentes diversos. Mas há diferenças importantes em NVH, em posicionamento de mercado, e essas diferenças farão haver maior ou menor sentido em dois produtos “iguais porém diferentes” estarem sendo oferecidos ao mercado.

Já macOS e iPadOS compartilhariam o mesmo paradigma. Serão dois sistemas operacionais diferentes, rodando sob a mesma plataforma, destinado ao mesmo uso. Faria sentido dividir esforços? Acredito que não.

1 Curtida

Ah, com certeza, como eu disse no comentário anterior, era basicamente uma comparação tosca. O lance que eu pensei sobre o último parágrafo que vc escreveu, é que talvez um Windows 10 e um Windows 10X sejam um bom paralelo entre o que pode acontecer com o iPadOS e macOS no futuro. O que acha disso?

Na realidade macOS e iPadOS já possuem muito em comum, a questão é até que ponto existirão dois sistemas que estão teoricamente convergindo para um mesmo lugar. Pra mim a escrita está na parede desde que a Apple lançou o iPad Pro, de certa forma.

E o que serão MacBooks baseados em ARM, que não iPads com teclado? Entendo seu ponto de vista, em que pesem as diferenças entre o campo da maçã e o da MS - meio corporativo, sw legado, etc. Pra Apple, matar comercialmente o macOS e adotar uma plataforma única em tese facilita desenvolvimento dentro e fora de casa.

Acho que a questão pode ser muito mais ligada ao que podemos de fato esperar da ARM64, e como a Apple irá tratar a sua linha de workstations high end num momento em que os MacBooks começarem a ser migrados pra ARM.

2 Curtidas

E isso ainda abre uma outra lacuna: o que serão dos iPads regulares? Os que não são Pro, no caso? A apple deixaria uma parte de produtos dela mais capada em relação a outra? Ou será que eles vão ser apenas a versão de entrada do ecossistema, tal qual o ipod foi?

1 Curtida

Esses dias eu vi que a Apple ganhou uma patente de um “modo dex” para rodar MacOS no iPad e iPhone. Mas o funcionamento seria diferente da abordagem da Samsung.

Certamente ela já tem iPad Pro rodando MacOS internamente, assim como deve ter centenas de outras coisas que nunca veremos. Ouvindo a um podcast do Gui Rambo, ele cogita a possibilidade da Apple usar arquitetura ARM em conjunto com algum núcleo AMD pra manter compatibilidade. Até saiu um rumor que a Apple poderia comprar a AMD.

Por mais que eles relutem, acho que vão fundir os dois sistemas. Talvez não da forma óbvia, mas com aquele refinamento pro iPad.

Pra mim o iPad ainda é um dispositivo de consumo de mídia e criação de conteúdo. Pra um estudante é ótimo, pra alguma profissões tbm, principalmente as criativas. Porém pra coisas sérias, ainda é cedo.

1 Curtida

Eu concordo. Sou contador, pra mim hoje o iPad é absolutamente inviável - na realidade até o macOS seria inviável como máquina principal se eu não conseguisse rodar W10 via Parallels para rodar apps do governo, usar certificados digitais, etc.

Também já li sobre essa possibilidade da Apple comprar a AMD, e penso o tamanho de prego que não seria essa compra no caixão da Intel.

1 Curtida